Cinema Críticas

Crítica: American Traitor: The Trial of Axis Sally (2021)

American Traitor: The Trial of Axis Sally Crítica de Cinema

PODE CONTER SPOILERS DE AMERICAN TRAITOR: THE TRIAL OF AXIS SALLY!!!

Existe toda uma enchente de filmes e séries que se inserem no género do drama legal. Por esta altura, já devem estar a adivinhar o processo por detrás deste tipo de filme: é-nos apresentado um arguido, chovem testemunhos que são postos à prova, culminando nos argumentos finais e, por fim, o veredito final. São muito poucas as obras de ficção que conseguem pegar nesta fórmula e oferecer algo único e surpreendente. American Traitor: The Trial of Axis Sally, infelizmente, não é uma dessas exceções.

Baseado em factos verídicos, o filme centra-se no julgamento de Mildred Gillars, uma americana que é acusada de traição por ter participado em transmissões de propaganda nazista em plena 2ª Guerra Mundial. Ao mesmo tempo, acompanhamos a vida de Mildred enquanto professora americana residente em Berlim, que se vê forçada a tomar decisões difíceis para poder sobreviver.

American Traitor: The Trial of Axis Sally Crítica de Cinema

Como um filme de época, ambição não falta a American Traitor: The Trial of Axis Sally. Quanto baste, o uso do guarda-roupa reminiscente da época tanto durante como no pós-Guerra servem como uma espécie de viagem no tempo, especialmente pela sua extravagância e pela sua atenção ao detalhe.

Infelizmente, o filme acaba por fracassar em tudo o resto. É compreensível que este se encontre dividido em duas linhas temporais distintas, o que nos permite uma visão compreensiva por detrás de Mildred. Infelizmente, ambas não conseguem suscitar interesse suficiente para nos captar a atenção. Os eventos principais – que decorrem maioritariamente dentro do tribunal – desenrolam-se precisamente conforme o esperado da fórmula, sem quaisquer tipo de surpresas que poderiam ter um maior impacto. Mesmo os momentos mais importantes destes eventos – tais como Mildred como testemunha ou o monólogo do advogado dela – acabam por ser “mais do menos”, sem nada de novo ou relevante para adicionar ao género.

American Traitor: The Trial of Axis Sally Crítica de Cinema

Com o que foi dito sobre o segmento legal, poderia existir uma réstia de esperança aquando dos flashbacks em redor da vida de Mildred em pleno Terceiro Reich. Infelizmente, este segmento acaba também por não conseguir transparecer o seu potencial. As ameaças à vida de Mildred revelam-se raras e dispersas, mas também falham em tentar transpor a Alemanha desta época numa luz diferente (afinal, existem sempre dois lados numa guerra, com ideologias e metodologias diferentes, não?). Tirando uma ou outra exceção, os alemães aqui são retratados tal e qual como as propagandas da época. Fora isso, este segmento falha em justificar convincentemente as ações da protagonista que a levaram a julgamento.

A narrativa em geral revela graves problemas em si, mas o próprio elenco também deixa imenso a desejar, com a quase totalidade dos atores a entregarem performances medíocres de uma forma um tanto ou quanto generalizada. Meadow WilliamsAl Pacino e Thomas Kretschmann ganham oportunidades de fazer um pouco mais do que os seus colegas, mas ainda assim ficam aquém do esperado, especificamente Kretschmann, que parece ser um autêntico estereótipo do homem alemão nazista da época, e Pacino que, apesar de revelar algum esforço, também não consegue ser bastante convincente.

American Traitor: The Trial of Axis Sally Crítica de Cinema

Em suma, American Traitor: The Trial of Axis Sally revela-se como mais um “tiro ao lado” dentro do género legal ou mesmo como um period piece. Em mãos mais capazes, esta ideia de contar uma história de uma figura obscura da história teria tudo para se tornar num filme minimamente competente. Infelizmente, satisfaz-se apenas com “banal”.

Podem ler outras Críticas aqui.

Título: American Traitor: The Trial of Axis Sally

Realização: Michael Polish

Elenco: Meadow Williams, Al Pacino, Carsten Norgaard, Swen Temmel, Mitch Pileggi, Thomas Kretschmann

Duração: 109 minutos

Trailer | American Traitor: The Trial of Axis Sally

Comments