Cinema Críticas

Crítica: Nail Bomber: Manhunt (2021)

Nail Bomber Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE NAIL BOMBER: MANHUNT!

O mais recente filme de true crime da Netflix foca-se nos atentados de Londres, nos anos 90, onde quatro bombas recheadas com pregos afetaram as comunidades étnicas e LGBTQ+ da capital inglesa. Um caso há muito encerrado, mas que continua a ser um marco para o terrorismo racial e de ódio contra as minorias. Numa época em que ainda nos debatemos com problemas tão semelhantes, nunca é demais recordar uma época em que estes valores extremistas tiraram a vida e feriram centenas de pessoas… Nail Bomber: Manhunt é um documentário direto, sem grandes floreados e que, de certa forma, se torna cativante por não se dispersar do seu objetivo, ainda que surja um pouco superficial na sua abordagem.

Nail Bomber Critica de Cinema

Realizado por Daniel Vernon, Nail Bomber: Manhunt é um exercício documental que tira proveito de um misterioso vulto encapuçado que é alegadamente um infiltrado nos grupos neonazis da cidade e que dá voz à sua versão dos acontecimentos que deram origem a estes bombardeamentos arrepiantes. A verdade é que este aspeto acaba por nos sugar diretamente para a narrativa, mantendo-nos intrigados para os eventos que iremos ver a seguir. Vernon é também hábil em utilizar imagens de arquivo sem que estas comecem a tornar-se cansativas ou desnecessárias, sabendo exatamente os momentos certos em que deve dar destaque aos intervenientes mais importantes, sejam eles vítimas ou os oficiais da autoridade que contribuíram para a captura do criminoso. Seguindo os passos de outra abordagem recente de uma minissérie documental que a Netflix distribuiu mundialmente, de nome Unabomber: In His Own Words, Nail Bomber: Manhunt acaba por ser estruturalmente eficaz, apoiando-se numa montagem que se equilibra em expor os acontecimentos e dar tempo de antena a quem, realmente, o merece.

Nail Bomber Critica de Cinema

Ainda que a sua mensagem continue a ressoar até aos dias de hoje, o documentário surge um pouco de forma superficial e carece de algo que o enalteça dos demais produtos feitos até agora do género. Se, por um lado, há que dar o devido valor a não dispersar do seu foco primário, por outro há toda uma sede recorrente em saber mais sobre estes grupos que continuam a operar clandestinamente e a ameaçar as minorias, podendo, de certa forma, alastrar-se um pouco mais na rede preocupante deste tipo de terrorismo. Mesmo que este seja um capítulo interessante e que faz justiça às vítimas do bombista, é preciso entender que este “caso isolado” acaba por refletir e influenciar muitos outros que merecem igualmente destaque. A realidade assustadora que o ser humano ainda vive numa bolha intolerante e é capaz de magoar e matar aqueles que são “diferentes” da sociedade caucasiana heteronormativa continua a ser algo que foge à compreensão dos valores sociais e, acima de tudo, é um atentado aos direitos humanos.

Nunca é demais revelar aquelas figuras que devemos temer, mas acima de tudo, é preciso encarar com coragem e amor aquilo que, dentro da tragédia, ainda nos une como espécie. Nail Bomber: Manhunt é um documentário direto, que entretém durante toda a sua curta duração, e tem uma mensagem de recuperação fabulosa, ainda que pudesse aprofundar bastante mais os aspetos que conduziram ao seu desenlace. Ainda assim, é um serão que irá elucidar alguns fãs do género do true crime e um que revela o quanto urgente é continuar a combater o ódio e a discriminação.

Nail Bomber Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Nail Bomber: Atentados em Londres

Título Original: Nail Bomber: Manhunt

Realização: Daniel Vernon

Duração: 72 min.

Trailer | Nail Bomber: Manhunt

Comments