Mini-Reviews TV TV

Solos – Season Finale – 1ª Temporada

Solos Season Finale

CONTÉM SPOILERS DE SOLOS!

O criador de Hunters, um recente sucesso da Amazon Prime Video, onde Al Pacino lidera um grupo de caçadores de nazis nos tempos modernos, decide reunir agora um conjunto de atores icónicos do mundo do cinema e da televisão para trazer um exercício introspetivo sobre diferentes condições do ser humano. Num misto de narração e monólogos, Solos tenta a todo o custo tirar proveito do seu elenco para tentar criar algo refrescante, mas infelizmente é um tiro ao lado. Ainda que existam algumas particularidades argumentativas interessantes, é uma série que não consegue tocar da forma que pretende, com um argumento muito disperso, episódios curtos e cujo impacto reduz-se a praticamente nada.

Solos Season Finale

O MELHOR:

O melhor de Solos é, tal como já mencionado, o elenco.

Desde Anne Hathaway, passando por Uzo Aduba, Constance Wu, Dan Stevens, Nicole Beharie, Anthony Mackie até aos veteranos Helen Mirren e Morgan Freeman. São eles que, de facto, nos prendem aos episódios e dão prestações fabulosas, ainda que o argumento não consiga fazer justiça ao seu trabalho. Solos tenta ampliar a ideia de Black Mirror e utiliza a tecnologia de forma subtil como ajuda para uma reflexão introspetiva sobre o que fazemos no mundo, o tipo de relações que desenvolvemos ao longo da vida, doença mental, entre outras questões pertinentes do dia que correm. A ideia, e até o conceito, são interessantes, e é uma pena que a série se tenha ficado por algo muito pouco substancial e impactante.

É de realçar que o episódio de Mackie acaba por roubar ou louros da temporada, onde interpreta um papel duplo e o de Mirren, onde a atriz acaba por nos embalar com a sua voz encantadora. Mas, sem grandes artifícios de realização ou de inspiração geral, Solos acaba por desiludir em muitos aspetos.

Solos Season Finale

O PIOR:

Solos é quase uma espécie de confessionário televisivo de personagens ficcionais que procuram um sentido para a vida. E a sua ideia, como referido anteriormente, poderia ter resultado se os episódios tivessem uma garra argumentativa diferente.

Sente-se que a série foi feita algo à pressa, onde o único destaque reside no seu elenco famoso, mas há todo um fio condutor que se vai perdendo e os episódios acabam por ser muito desnivelados em termos de impacto. Enquanto Mirren nos agracia com a profundidade do seu episódio, já o de Freeman acaba por tentar captar a essência das suas narrações mas falha redondamente em conseguir transmitir com segurança a mensagem que pretende para o público. Portanto, Solos é apenas um registo feito pela Amazon para ganhar uns trocos valentes com o seu elenco repleto de estrelas, mas quando espremido o resultado é vago, pouco convincente e, infelizmente, desequilibrado no tema que pretende ilustrar.

Solos Season Finale

Estado da Série: STAND-BY

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 45 100 1
45%
Average Rating

Solos é um exercício curto da Amazon que, mesmo tendo um elenco de luxo, é um pouco desequilibrado em expor a sua mensagem com clareza, tornando-se algo muito pouco substancial e sem o impacto que pretende.

  • 45%

Comments