Cinema Críticas

Crítica: Ferry (2021)

Ferry

CONTÉM SPOILERS DE FERRY!

“Without me you’re nothing. Without me, you’re a lost, filthy fucking southerner.”

Ferry Bouman, o barão da droga de Undercover tem direito ao seu filme de origem na Netflix. Em Ferry poderemos ver como era a vida de Bouman antes da sua ascensão, como conheceu e se envolveu com Danielle e os atritos com a família que o levaram a estar afastado de Brabant.

Ferry

Em Junho de 2020, após uma primeira temporada de sucesso da série belga/holandesa, Undercover, foi anunciada uma longa-metragem de ligação à série, que exploraria os acontecimentos anteriores ao Ferry Bouman que conhecíamos. Uma outra boa noticia na altura foi a de que Frank Lammers e Elise Schaap – a dupla que fez sucesso nos papéis de Ferry e Danielle em Undercover iriam protagonizar em Ferry.

Ferry é um filme da produtora flamenga De Mensen para a Netflix. O argumento ficou ao encargo do argumentista de Undercover, Bart Uytdenhouwen em conjunto com Nico Moolenaar, diretor de produção da série. Cecilia Verheyden, também envolvida na 2ª temporada de Undercover, foi a escolhida para realizar o filme.

Undercover é a primeira série original belga/holandesa da Netflix, que estreou em Maio de 2019. A 2ª temporada do drama criminal estreou em Setembro de 2020. A série, baseada em factos verídicos, retrata a história de Ferry Bouman, um dos maiores produtores de ecstasy do mundo, e da vida de sonhos que este leva na sua casa, situada na fronteira entre a Holanda e a Bélgica. No entanto, a infiltração de dois agentes da polícia federal Belga vem pôr em risco todo o império de Ferry como barão da droga.

Ferry

O filme é obrigatório para os fãs da série, que poderão aprofundar mais na história dos seus personagens favoritos, interpretados pelos atores a que estão habituados. E para quem está habituado ao esquema de Undercover, o filme mantém o típico mistério, humor e algumas reviravoltas surpreendentes.

Apesar de tudo, para quem vê de fora e sem ter seguido a série, Ferry vai-lhe aparecer como um filme simples, aceitável a nível técnico, uma narrativa um pouco básica e umas interpretações sólidas. É pena que Ferry não tenha investido um pouco mais de forma a trazer algo de novo e de destaque, que pudesse impressionar a fãs, mas também cativar nova audiência. As cenas de ação poderiam ter sido mais surpreendentes, os cenários e as paisagens de Amesterdão e da Bélgica foram desperdiçados e o enredo foi demasiado linear. O filme pode interessar aos fãs de Léon, de Luc Besson, já que a postura de Ferry faz lembrar ligeiramente a prestação de Jean Reno como assassino.

Ferry

Ferry é o filme de prequela da série belga/holandesa da Netflix, Undercover, que deve tanto a sua existência como o seu fator de entretenimento ao sucesso da série. Basicamente é um filme feito para agradar aos fãs da série e nada mais.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Ferry

Realização:  Cecilia Verheyden

Elenco: Frank LammersElise SchaapHuub Stapel, Raymond Thiry, Monic Hendrickx

Duração: 106 min.

Trailer | Ferry

Comments