Cinema Críticas

Crítica: Things Heard and Seen (2021)

Things Heard and Seen Crítica de Cinema

PODE CONTER SPOILERS DE THINGS HEARD AND SEEN!!!

Dentro do género do terror, um dos subgéneros mais populares – e certamente mais explorados até à exaustão – é o do terror das casas assombradas. Quando bem executados, conseguem trazer algumas obras interessantes para os fãs de terror, com The Conjuring ou a série antológica The Haunting Of a serem alguns bons exemplos disso (em justiça, o último assemelha-se mais a um drama paranormal do que um produto de terror habitual). Ainda assim, os poucos sucessos raramente conseguem suplantar tantos outros que tentaram, e falharam, em tentar capturar essa energia icónica. Things Heard and Seen, a nova aposta da Netflix, é um desses casos.

Baseado no romance All Things Cease to Appear de Elizabeth BrundageThings Heard and Seen centra-se em Catherine, uma restauradora que troca a cidade de Nova Iorque pelo Upstate quando o seu marido, George, aceita um trabalho como professor de uma universidade privada. Enquanto se ajusta a esta nova fase da sua vida, Catherine começa a reparar em estranhos eventos que ocorrem na sua nova casa, ao mesmo tempo que começa a suspeitar de alguns comportamentos estranhos do seu marido.

Things Heard and Seen Crítica de Cinema

Things Heard and Seen marca o regresso da dupla de realizadores Shari Springer Berman Roberto Pulcini, certamente mais conhecidos pelo filme American Splendor e com uma carreira com mais baixos que altos. Sendo este o seu primeiro filme de terror, com certeza que alguns fãs do género poderiam estar interessados no que o casal poderia oferecer. Infelizmente, não só se revela mais do mesmo, como também não conseguem incutir a tensão necessária para fazer o filme render.

Não quer dizer que o filme seja completamente impossível de digerir, uma vez que um dos seus temas principais consegue causar uma maior ressonância nos dias de hoje: a toxicidade masculina e como isso pode levar a situações de abuso físico e emocional. Hoje em dia, existem cada vez mais casos a inundarem as autoridades, e os meios de entretenimento que conseguem incluir esta linha de pensamento de forma natural são bastante raros. Things Heard and Seen, na sua duração, consegue mostrar um pouco desses horrores que muitas mulheres em todo o mundo enfrentam, ao largarem as suas vidas de sonho em troco de nada, por causa de pessoas que procuram controlar tudo e mais alguma coisa nas suas vidas privadas e sociais. O filme mostra esse conflito através de Catherine e George: por um lado, pode aparentar um casal querido e completamente normal, mas também enfrentam imensos conflitos cujos danos são praticamente irreparáveis.

Things Heard and Seen Crítica de Cinema

Se o filme tivesse resignado a seguir esta linha de pensamento, então certamente teria sido um produto de qualidade claramente melhorada em todos os níveis possíveis. Infelizmente, a inclusão de elementos sobrenaturais acabam por deitar tudo a perder. Não só se revela como um elemento irrelevante sem nada a adicionar para a trama, como também envolve toda uma panóplia de artimanhas e estratégias já vistas anteriormente. Visões medonhas, um tom sépia em tudo e mais alguma coisa, aparições… Basta dizerem, que o filme inclui todas elas!

Nem mesmo o elenco consegue salvar o filme. Ainda que tenha Amanda SeyfriedJames Norton em papéis decentes, além de incluir alguns nomes familiares do circuito televisivo, simplesmente caem em arquétipos do género que não demonstram nada de novo. Seja Seyfried como a típica mulher hiper-religiosa assustada com a casa, o marido que a desdém ou os vizinhos com ligações ao legado da casa ou ao mundo do sobrenatural, há de tudo um pouco e também não há muito por elogiar.

Things Heard and Seen podia ter sido um filme claramente melhor se tivesse redobrado os seus esforços na exploração da toxicidade masculina e abuso emocional, que já são um terror para muitas mulheres hoje em dia, em detrimento do aspeto sobrenatural. Infelizmente, com essa inclusão, acaba por ser outro título de terror genérico sem muito para incluir para o género.

Podem ler outras Críticas aqui.

Título: Sussurros das Trevas

Título Original: Things Heard and Seen

Realização: Shari Springer BermanRobert Pulcini

Elenco: Amanda Seyfried, James Norton, Alex Neustaedter, Jack Gore, F. Murray Abraham, Natalia Dyer, Rhea Seehorn

Duração: 121 minutos

Trailer | Things Heard and Seen

Comments