Cinema Críticas

Crítica: The Virtuoso (2021)

The Virtuoso Crítica de Cinema

PODE CONTER SPOILERS DE THE VIRTUOSO!!!

Por esta altura, a Lionsgate é uma das produtoras/distribuidoras que dispensa quaisquer apresentações, muito por ter uma certa fama de amealhar tudo e mais alguma coisa. Alguns desses acabam por encontrar um sucesso surpreendente que dura vários filmes como Hunger Games ou John Wick, mas também foi responsável por alguns fracassos, sendo o Vanquish um dos exemplos mais recentes. The Virtuoso, que serve de regresso do realizador Nick Stagliano à cadeira, senta-se firmemente no último caso, se bem que tem alguns elementos redentores.

O filme centra-se no Virtuoso titular, um assassino profissional que segue um código e nunca se deixa levar pelos seus sentimentos. Este recebe uma missão do misterioso Mentor para se relocar para uma pequena cidade e eliminar um elusivo assassino. A situação torna-se mais complicada quando o Virtuoso encontra vários suspeitos.

The Virtuoso Crítica de Cinema

Tal como John Wick ou, até certo ponto, o recentíssimo NobodyThe VIrtuoso é mais uma exploração do mundo dos assassinos profissionais, uma vertente que, acreditando que não, ainda faz com que muita gente corra para as salas de cinema. No entanto, o filme toma uma abordagem diferente do habitual.

Dentro do género, esperamos sequências de ação elaboradas e algumas surpresas pelo caminho. E embora o filme tenha alguns desses elementos, o filme pode ser visto mais como uma espécie de character study através do olhar do Virtuoso, um assassino profissional – e provavelmente um dos melhores do seu ramo! – que começa a desenvolver uma crise de consciência. Anson Mount é o homem de serviço, e embora as suas performances na sua carreira tenham sido desapontantes na sua grande maioria, este papel assenta que nem uma luva nas suas capacidades, com Mount a exibir poucas emoções por fora e deixa as suas palavras e narração a falar por si. A narração em si é maioritariamente monofónica, mas não deixa de transparecer algumas brechas de fragilidade, colocando o papel do assassino do cinema como um ser humano capaz de sentir culpa e remorsos pelos seus atos.

The Virtuoso Crítica de Cinema

Pela sua maior parte, The Virtuoso consegue manter a sua aura de mistério surpreendentemente consistente, muito devido ao facto de vermos o assassino ter de encontrar pistas não-tão-óbvias sobre os vários suspeitos e concluir se são, de facto, o seu alvo; ao mesmo tempo, vamos espreitando o estado de espírito do homem enquanto ele prossegue com os seus atos. No entanto, chega a uma determinada altura em que, entre tanta imprevisibilidade, o filme começa a incorrer em alguns clichés já cansados do género, roubando um pouco da originalidade que este possuía.

Esta sensação parte-se, maioritariamente, da escrita, a cargo de Stagliano em conjunto com James C. Wolfdemonstrando uma clara falta de cuidado não para o pano de fundo estabelecido, mas também através da forma como desenvolve as suas personagens. Porque um trio delas, o resto serve apenas de pano-de-fundo, sem pouco ou nada a incluir neste universo.

Dito isto, somente três atores é que entram em destaque no filme. Já se falou sobre Mount, que tem uma prestação maioritariamente física, mas adequada; a ele ainda se junta Abbie Cornish como a Empregada, que serve como o interesse amoroso do protagonista e pouco mais do que isso. Infelizmente, Anthony Hopkins é completamente desperdiçado no papel do misterioso Mentor. Ainda que tenha direito a um monólogo que ilustra as suas capacidades como ator veterano, a verdade é que o filme não faz mais para aproveitar a presença e carisma naturais do ator recém-Oscarizado.

The Virtuoso Crítica de Cinema

The Virtuoso pode ter alguns elementos que acabam por surpreender medianamente, mas a verdade é que este é outro tiro ao lado, uma vez que não temos uma clara expansão deste novo universo, mas também porque, apesar de ter alguns toques genuínos de originalidade e tensão, simplesmente não se consegue despegar por completo dos elementos já conhecidos pelos fãs do género.

Podem ler outras Críticas aqui.

Título: The Virtuoso

Realização: Nick Stagliano

Elenco: Anson Mount, Anthony Hopkins, Abbie Cornish, Diora Baird, Eddie Marsan, David Morse, Richard Brake

Duração: 110 minutos

Trailer | The Virtuoso

Comments