Mini-Reviews TV TV

Invincible – Season Finale – 1ª Temporada

Invincible season finale

PODE CONTER SPOILERS DE INVINCIBLE!!!

Robert Kirkman é visto, hoje em dia, como um dos escritores de bandas desenhadas mais reconhecidos da era moderna. E um desses trabalhos é The Walking Dead, que já teve direito a uma adaptação televisiva pela mão da AMC – e uma série infindável de spin-offs. No entanto, existe outro trabalho pelo qual Kirkman é adorado: Invincible. Esta é uma saga (que entretanto já chegou ao fim) que serve como uma sátira sobre o mundo dos super-heróis. Por isso, não é à toa que os seus fãs desejassem uma adaptação deste universo; adaptação essa que a Amazon concedeu através da sua mais recente série animada.

A série centra-se em Mark Grayson (Steven Yeun), um adolescente aparentemente normal que deseja nada mais do que ser o seu pai, Nolan (J.K. Simmons), também conhecido como Omni-Man, um dos super-heróis mais poderosos do mundo. Quando Mark desperta os seus poderes, este sente-se pronto para se tornar num super-heróis. No entanto, a realidade oferece-lhe vários desafios que desafiarão a sua perspetiva sobre o mundo, os seus amigos e mesmo a sua família.

Invincible season finale

O MELHOR:

Invincible era tida como uma das adaptações mais aguardadas dos fãs, e em muitos aspetos, acaba por corresponder às expectativas.

Kirkman é conhecido por trazer um certo nível de gore e violências nas suas propriedades, com The Walking Dead e as suas adaptações a serem exemplos predominantes desse nível de violência gráfica. O mesmo se aplica à Amazon, que nos trouxe The Boys uma série que, nesta altura, já dispensa quaisquer apresentações. Portanto, os fãs de Invincible irão ficar bastante satisfeitos com o nível de carnificina que a série consegue proporcionar.

Mas quando a violência não é o elemento importante, fica a questão se o resto da série conseguiria compensar. A resposta é francamente positiva. Através de Mark, somos presenteados com uma história de origem já familiar por si só, uma vez que existem uma série infindável de filmes deste género que tomam esta mesma abordagem. No entanto, não temos aqui um aspirante a herói que consegue fazer quase tudo à primeira: durante o curso da temporada, Mark cometerá erros, alguns deles que colocarão a sua vida em alto risco, que definirão a relação com os seus pais e amigos chegados. Pode ter uma fórmula já familiar, mas não menos cativante; ou seja, encoraja-nos a ver como Mark conseguirá desenvencilhar-se dos seus problemas, não só da comunidade heróica, mas também da sua vida de estudante e adolescente.

Invincible season finale

Outro aspeto que torna Invincible interessante reside no seu elenco formidável. O trio protagonista, composto por YeunSimmonsSandra Oh são, facilmente, os melhores trunfos da série. Yeun apresenta-nos um Grayson cativante, deixando-nos contagiar pela sua energia positiva e carisma, ainda que os seus melhores momentos residem na componente mais dramática. Oh é igualmente impressionante, dando uma maior agência a uma personagem que, no material de origem, não tem o mesmo tratamento que aqui recebe. Ainda que estes dois tenham os seus momentos, é J.K. Simmons que arranca as maiores reações. De um momento, consegue ser um pai e um marido dedicado e que não importávamos de ter, e no outro, consegue ser verdadeiramente sinistro e imprevisível.

A eles junta-se ainda um elenco repleto de nomes conhecidos na indústria cinematográfica e televisiva, sejam em papéis de relevo ou mesmo cameos. Atores como Zazie Beetz, Gillian Jacobs, Mark Hamill, Mahershala Ali, Jon Hamm ou Seth Rogen dão o ar de sua graça e, na sua grande maioria, conseguem ser bastante competentes, ainda que haja um caso ou outro que deixe um tanto ou quanto a desejar.

Invincible season finale

O PIOR:

Apesar de um arranque promissor, Invincible não é imune a alguns defeitos.

No que refere ao estilo de animação, não impressiona nem desilude – aliás, os seus momentos mais violentos mostram exatamente do que a série é capaz de demonstrar. Já para não falar de se manter fiel ao material de origem. No entanto, existem alguns momentos na animação que parece menos refinado, mais cru. Por consequência, há algumas transições que parecem ter sido feitas por amadores.

Claro que, nesta estrutura, a série não se centraria apenas em Mark e na sua viagem pessoal para se tornar melhor pessoa e melhor herói. A série também se dá ao trabalho de explorar algumas das suas personagens secundárias. E embora alguns momentos tenham o seu impacto, temos também aqui subplots que parecem ocorrer somente para preencher um espaço de tempo de bateria. O facto de não ter um payoff relevante para a trama principal acaba por não funcionar a seu favor.

Invincible season finale

Mas não se deixem desmotivar pelos seus problemas; num mercado garantidamente saturado, vermos propriedades menos conhecidas como Invincible a terem o tratamento audiovisual é sempre um risco a tomar. Felizmente, é um risco que saiu vencedor, com uma nova abordagem a um sistema familiar e um elenco vocal bem forte que faz justiça aos personagens que interpretam. E considerando a sua renovação para mais duas temporadas, pode-se confirmar que a aventura de Mark Grayson está apenas a começar!

Podem ler outras Mini-Reviews aqui.

Estado da série: RENOVADA

0 75 100 1
75%
Average Rating

Apesar de alguns precalços, Invincible revela-se como uma agradável surpresa da Amazon, com uma abordagem diferente a uma estrutura familiar dos super-heróis, além de contar com personagens cativantes na sua maioria e atores mais do que capazes de lhes fazer justiça.

  • 75%

Comments