Cinema Críticas

Crítica: Justice Society: World War II (2021)

Justice Society: World War II Crítica de Cinema

PODE CONTER SPOILERS DE JUSTICE SOCIETY: WORLD WAR II!!!

Os filmes live-action da DC têm vindo a encontrar uma réstia de redenção nos seus projetos mais recentes, mas não deixam de ter algumas controvérsias pelo meio. Ao mesmo tempo, a DC também tem investido no seu universo de filmes animados que, embora variem em termos de qualidade, conseguem ter algo de interessante para contar. Com uma nova cronologia em voga, existem as mais variadas hipóteses do que podemos vir a ter no futuro próximo. Depois de Superman: Man of Tomorrow, agora é a vez de Justice Society: World War II!!!

O filme toma lugar em plena 2ª Guerra Mundial, com os Estados Unidos a pedirem ajuda à Justice Society, composta por heróis como Hourman, Black Canary, Hawkman e Flash – na versão de Jay Garrick – e liderados por Wonder Woman, ainda que com uma pequena ajuda de Steve Trevor. Os seus esforços de guerra são levemente perturbados quando Barry Allen, o Flash da era moderna, transporta-se inesperadamente para este palco de guerra. E assim, Barry não só terá de lidar com os avanços do Eixo, mas também encontrar uma maneira de voltar para o seu tempo sem influenciar a história.

Justice Society: World War II Crítica de Cinema

Para os fãs das bandas desenhadas, a Justice Society é uma das equipas mais influentes da DC, não só inspirando o conjunto de imensos heróis que daqui surgiram, mas também por englobarem algumas caras que compõem a Golden Age dos super-heróis. Esta equipa já teve direito a uma alusão na série Stargirl, mas é neste Justice Society: World War II que vemos a equipa num papel mais proativo.

Nesse processo, Barry Allen e a sua inexperiência em trabalhar em conjunto com outros heróis, serve como o ponto de vista dos fãs dentro deste super-grupo, não só como trabalham em sincronia para deter hordas de inimigos, mas também pela forma de como eles interagem entre si. O filme mostra os heróis em ação e de como se conseguem complementar, mas também alguns destes membros também mostram alguns traços que lhes imbui de alguma personalidade, seja pelo romance sentido entre Wonder Woman e Steve Trevor (em risco de parecer uma running joke), ou as conversas profundas entre Hawkman e Black Canary sobre ligações entre os outros, etc.

Justice Society: World War II Crítica de Cinema

Tendo a localização em plena 2ª Guerra Mundial, o filme, na sua estética, lembra-nos imediatamente dos designs de alguns destes heróis aquando da Golden Age, como se tivessem saído diretamente dos livros. A esta “homenagem” juntam-se também algumas características da nova continuidade, como as linhas dos contornos mais grossas, e a julgar pelo trailer recente de Batman: The Long Halloween, essa tendência certamente continuará durante os próximos anos.

Em termos de prestações vocais, Justice Society: World War tem consigo atores que, embora não impressionem, conseguem entreter de forma adequada. Temos, por exemplo, Stana Kanic, que traz consigo uma presença bem forte como Wonder Woman (embora o sotaque deixa um tanto ou quanto a desejar), Matt Bomer como um Barry Allen ainda “verde”, mas não menos confiante (e contagiante), ou Elysia Rotaru, que traz algumas vulnerabilidade a uma Black Canary que é tida como uma badass.

Ainda assim, a narrativa consegue ser o ponto fraco do filme. Embora tenha um início e conceito interessantes, parece que os guionistas deixaram de tentar trilhar essa faceta e mudar o formato da sua história para um que se torna quase indistinguível de tantos outros lançados anteriormente. Também não ajuda que algumas sequências de ação tenham sido retiradas de alguns dos filmes live-action da DC em anos recentes, ainda que consigam ser um dos pontos altos do filme.

Justice Society: World War II Crítica de Cinema

Apesar dos seus claros defeitos a nível narrativo, Justice Society: World War II não deixa de ser uma entrada decente nesta nova cronologia. Possui ação em rodos, algumas boas construções das suas personagens e também algumas dicas para o que reserva no futuro. Não perdurará na memória de todos, mas consegue entreter.

Podem ler outras Críticas aqui.

Título: Justice Society: World War II

Realização: Jeff Wamester

Elenco: Matt Bomer, Omid Abtahi, Chris Diamantopoulos, Stana Katic, Ashleigh LaThrop, Liam McIntyre, Matthew Mercer, Elysia Rotaru, Armen Taylor

Duração: 84 minutos

Trailer | Justice Society: World War II

Comments