Mini-Reviews TV TV

Secrets of the Whales – Series Finale – 1ª Temporada

Secrets of the Whales Series Finale

CONTÉM SPOILERS DE SECRETS OF THE WHALES!

Neste dia tão célebre em que, em Portugal, celebramos o dia da liberdade, nada melhor do que viajar até muitos locais inóspitos do planeta para conhecer um dos mais inteligentes, majestosos e possantes animais que ainda vagueiam pelos nossos oceanos: as baleias. Uma produção da National Geographic (agora um dos muitos ramos da Disney), com a marca inconfundível de James Cameron, realizador de Titanic e Avatar, Secrets of the Whales é uma viagem magnífica, que nos coloca mesmo no meio de muitas famílias destes seres extraordinários, que contêm em si, mecanismos de comunicação muito semelhantes à nossa linguagem, ficamos a conhecer os seus métodos de caça e de como são importantes os valores de família, companheirismo e união. Dividida em quatro episódios, Secrets of the Whales demorou três anos a ser filmado e é uma jornada absolutamente vertiginosa, onde são desvendados muitos dos segredos que compõem a cultura destes animais.

Desde as orcas que são endémicas em muitos locais diferentes, passando pelas encantadoras belugas, às graciosas baleias-de-bossa (ou jubarte, como em muitos locais são conhecidas), aos misteriosos cachalotes (nómadas do nosso arquipélago dos Açores), Secrets of the Whales é uma minissérie documental preciosa e que nos revela, de facto, muitos segredos desconhecidos sobre o seu comportamento e vida, tornando-se em algo icónico, ainda que com alguns defeitos aqui e acolá.

Secrets of the Whales Series Finale

O MELHOR:

O intrépido cineasta e naturalista Brian Skerry mergulha até às profundezas do oceano para conseguir imagens magníficas, num exercício que bebe de todas as influências mais icónicas da BBC, criando uma simbiose de elementos fílmicos que tornam Secrets of the Whales numa produção absolutamente encantadora.

A diversidade de cenários, aliado ao estudo científico que nos é apresentado, especialmente quando temos a oportunidade de os observar em câmara, faz com que toda a experiência de Secrets of the Whales seja esplendorosa e educativa em todos os seus momentos. Os episódios têm uma fluidez única e que nunca nos cansa, para além de Skerry ter a câmara posicionada no momento certo no local correto, deixando-nos perplexos com estes comportamentos novos destas espécies. Há todo um trabalho que deixa uma marca profunda nos espectadores, fazendo com que a popularidade dos documentários de vida animal continue a crescer, quer em termos de quantidade, quer em qualidade. Com uma tecnologia de ponta que melhora a imagem daquilo que estamos a ver, esta produção (que podem ver na Disney+) é uma afirmação de como este tipo de televisão é vertiginoso e provavelmente uma das mais árduas manifestações artísticas de filmagem até aos dias que correm.

Secrets of the Whales tem um poder muito especial, enfeitiçando-nos a querer saber mais sobre estes icónicos animais com quem temos um histórico muito conturbado, e que preferimos aniquilar antes de os compreendermos. Felizmente, em muitos dos casos, as baleias conseguiram melhorar e o seu crescimento em números (isto, claro, de algumas espécies), é a prova de que podemos reverter algumas das medidas mais opressivas que exercemos sobre a natureza e que, se lhe dermos um pouco de tempo, ela consegue recuperar. Ainda que isto nos dê uma certa esperança, Secrets of the Whales acaba por ter alguns elementos que podiam ter sido melhorados e, mais importante que tudo, conseguir capturar comportamentos valiosos de outras espécies de baleias menos conhecidas.

Secrets of the Whales Series Finale

O PIOR:

A narração de Sigourney Weaver é muito repetitiva por vezes.

A palavra “cultura” é cuspida em quase todos os momentos e, mesmo que a atriz seja muito competente no feito, acaba por não conseguir tornar algumas cenas mais impactantes devido ao argumento que lhe foi entregue. Sendo um produto onde os olhos consomem mais do que os ouvidos, Secrets of the Whales é revolucionária na sua parte visual, mas em termos de narração tem ainda um caminho a percorrer. Há falta de diversidade no léxico utilizado e a palavra cultura procura ser o gancho que reforça que estes animais têm uma sociedade muito própria, e cuja forma de comunicação e sapiência transmitida de geração em geração reforça precisamente este conceito cultural; mas não é necessário reforçar essa ideia em todos os episódios, já que o espectador consegue perceber à primeira aquilo que necessita.

Para além disto, a constante apresentação de Skerry em cada episódio parece forçada e um golpe de marketing para a pessoa em si. Estes cientistas aventureiros que nos trazem estas imagens não precisam deste praise episódico, sendo que as verdadeiras estrelas são aquelas que nadam livremente no oceano. Caso fosse necessário, deveriam criar um episódio de making of final para revelar o potencial de Skerry e deste estudo magnífico que tem feito ao longo dos anos. Outra questão é a inclusão de Cameron no fim dos episódios que não acrescenta nada à nossa envolvência e, mais uma vez, parece ser um golpe de marketing pouco convincente para promover as suas próximas produções de ficção.

Seja como for, isto são apenas pormenores que podem muito bem ser limados em futuras produções da National Geographic, proporcionando um maior conhecimento ao público que certamente irá ficar fã deste pequeno (grande) exercício de televisão. Mas, acima de qualquer outro aspeto, é imperativo que se continuem a explorar novos comportamentos de espécies mais raras (e, por conseguinte, não tão filmadas), como a baleia-azul, e tantas outras que estão a ser ameaçadas noutros locais do planeta. Caso eventualmente haja um seguimento de Secrets of the Whales, este será um bom mote de partida e para trazer mais próximo da humanidade, aqueles que são os animais mais semelhantes a nós em termos de inteligência e que têm uma comunicação singular, tão complexa e tão misteriosa.

Mas, para um serão de domingo, Secrets of the Whales é, no seu geral, uma das melhores apostas e uma que, a longo prazo, é fascinante, informativa e, acima de tudo, emocionante pela forma como expõe as celebridades do oceanos, que desfilam nesta passadeira azul que ainda mal conhecemos.

Secrets of the Whales Series Finale

Estado da Série: TERMINADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 91 100 1
91%
Average Rating

Secrets of the Whales é uma produção magnífica, com o selo da National Geographic, Disney e James Cameron, explorando comportamentos desconhecidos das muitas baleias do nosso planeta, ainda que pudesse ser mais inclusiva em termos de espécies e de evitar algum marketing desnecessário durante os episódios.

  • 91%

Comments