Mini-Reviews TV TV

Shadow and Bone – Season Finale – 1ª Temporada

Shadow and Bone Season Finale

CONTÉM SPOILERS DE SHADOW AND BONE!

Desde o final (deplorável) de Game of Thrones, que todos os canais de streaming ou por cabo, andam à procura de uma série que consiga minimamente equiparar-se em termo de fantasia e de sucesso imediato. Depois do estrondoso sucesso de The Witcher, a Netflix aposta novamente numa epopeia fantástica, baseada nos livros de Leigh Bardugo, Shadow and Bone. É um conto que nos transporta para um mundo novo, onde o continente Ravka está dividido por uma muralha de sombras, onde seres demoníacos habitam no seu meio e impedem de haver sobreviventes que o tentam atravessar. Nisto, uma jovem cartógrafa, de nome Alina Starkov, descobre que tem um poder muito especial, capaz de derrubar este mundo das sombras. Isto não passa despercebido às diversas nações de Ravka, especialmente ao General Kirigan que começa a seduzir a jovem. Nisto, pessoas com poderes especiais (apelidadas de Grishas), são ainda ostracizadas pelos seres humanos que receiam o seu poder, fazendo com que Ravka esteja polarizada, quer em termos políticos, quer ainda por motivos sociais. Shadow and Bone é uma obra densa, que tem, de facto, um worldbuilding extremamente cativante, mas há alguns defeitos que, infelizmente, a impedem de ser algo supremo.

Shadow and Bone Season Finale

O MELHOR:

Shadow and Bone é uma surpresa muito agradável, apostando gradualmente nas muitas personagens que compõem a sua história, sem nunca ser propriamente cansativa nem cair na tentação de ser exagerada na exploração do seu material.

O elenco é muito talentoso e consegue atribuir características muito próprias às personagens, especialmente Ben Barnes como o vilão de serviço, e os jovens Freddy Carter, Amita Suman e Kit Young que interpretam um grupo de ladrões muito carismático e que irá satisfazer as delícias dos fãs dos livros. A fluidez da narrativa, que é feita através da contextualização competente das personagens, vai gradualmente suscitando a curiosidade do público, fazendo com que este tenha uma visão ampla do tipo de universo em que está inserido e de perceber de forma clara as motivações dos intervenientes, tornando-se numa epopeia cativante e regida pelo talento dos atores.

Em termos técnicos, Shadow and Bone é aliciante, com um guarda-roupa que nos remete para uma versão adulterada da antiga União Soviética, para além de um design de produção que nos deslumbra e revela as muitas paragens deste novo mundo para explorar. Para além disto, a banda-sonora (quase sempre) é bem aplicada, providenciando às cenas mais empolgantes o momentum que elas precisavam para ter impacto no espectador. Ainda que demore um certo tempo até deixar-nos particularmente motivados, Shadow and Bone tem um desenvolvimento que nos permite apreciar e de desenvolver teorias até rematar com algumas pontas soltas que vão surgindo no caminho. Mesmo que tenha alguns defeitos, é uma série extremamente competente em trabalhar o seu worldbuilding e de apostar no desenvolvimento de personagens como o veículo para a narrativa florescer e não se tornar cansativa.

Shadow and Bone Season Finale

O PIOR:

Apesar de ter bastantes qualidades, Shadow and Bone sofre mais quando o fator adolescente entra e jogo. O facto dos livros de Bardugo serem direcionados a um público-alvo jovem e sedento por aventuras, a componente amorosa muitas vezes remete-nos para a não-muito-longínqua saga Twilight e os romances pobres e cliché que nunca conseguem propriamente ser convincentes.

Embora o elenco faça os possíveis para criar empatia direta com esta característica de Shadow and Bone, a verdade é que remove alguma da seriedade com que o espectador vai visualizando as cenas mais intensas. Não há muita química entre Jessie Mei Li e Archie Renaux, nem propriamente com Ben Barnes, embora certamente que muitos dirão que sim. Mas o problema maior não é apenas a química, mas é a insistência neste tipo de enredos que se tornam incomodativos e metidos forçosamente para haver um elemento romancista sem necessidade.

Shadow and Bone teria maior impacto se não se deixasse levar por esta componente mais adolescente e podia ascender a algo bem mais superior do que, no fim, se tornou. Não deixa de ser uma aposta curiosa da Netflix e uma que promete melhorar em temporadas futuras, ainda tem algum caminho a percorrer para amadurecer, mas, pelo menos, o cenário de progresso é positivo.

Shadow and Bone Season Finale

Estado da Série: STAND-BY

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 72 100 1
72%
Average Rating

Shadow and Bone é uma das apostas mais ambiciosas da Netflix e revela-se uma surpresa muito agradável, ainda que mantenha uma postura muito adolescente ao abordar a temática do amor nas suas entrelinhas, removendo alguma da empatia com a história.

  • 72%

Comments