Cinema Críticas

Crítica: The Deep Ones (2020)

The Deep Ones

The Deep Ones é uma homenagem a Lovecraft, e conta a história de um casal, Alex (Gina La Piana) e Petri (Johann Urb), que alugam uma casa de férias à beira-mar, cujos donos apresentam-se cada vez mais peculiares e misteriosos. Começam também a notar nos seus vizinhos e nas pessoas que rodeiam a casa, que parecem esconder um segredo em comum, e logo se torna evidente que há uma presença monstruosa.

Sendo fã de Lovecraft, estava entusiasmada por ver The Deep Ones, sobretudo porque existe uma larga margem de criatividade pois os seus contos são daqueles que vão para além dos nossos sonhos mais assombrosos. No entanto, desde o início do filme que não me consegui relacionar com as personagens principais; o diálogo é forçado e logo cria problemas de comunicação entre a obra e o espectador, e a maior parte do elenco é um pouco medíocre. Gostei da prestação de Jackie Debatin como Deb, sinto que foi honesta e credível, no meio de tantas personagens sem interesse nenhum.

the deep ones

O enredo em si está um pouco confuso e acredito que, se tivesse sido um pouco mais “limado”, teríamos uma obra muito mais séria. Sendo assim, existem cenas que puxam um pouco para o lado cómico e quebra a tensão e o mistério do culto, e desnecessárias, principalmente aquelas mais explícitas, que nada acrescentam à história exceto desconforto (do mau). No geral, houve pouco trabalho na forma como os pontos se vão conectando e como as personagens se ligam entre si, e nota-se a preguiça em fazer uma obra em condições e cativante.

Para além disso, os efeitos visuais deixam muito a desejar. Consigo entender que a escolha de imagem, do tipo de cores e dos monstros em si seja talvez uma homenagem aos filmes de terror mais antigos, que muita gente associa a um carinho e nostalgia, e de certeza que existe um público alvo que irá apreciar estas características, no entanto achei que, mais uma vez, retirava à imensidão e o terror que é a lenda de Lovecraft.

the deep ones

Em termos sonoros. uma área em que os filmes de terror necessitam de brilhar para criar a tensão, não achei a banda sonora memorável nem ajudou a que ficasse agarrada aos cobertores à espera da próxima criatura que aparecesse no ecrã, o que é uma pena.

Mas nem tudo é mau, achei interessante esta ideia do culto de híbridos dedicado à lenda, existem imensas referências a antiguidades da televisão e gostei da inclusão subtil e a diversidade por parte da personagem Dr. Gene Rayburn.

The Deep Ones certamente não vai agradar a todos, provavelmente não irá agradar à maioria; mas tem potencial de ser uma espécie de clássico de culto, e honestamente é um bom entretenimento para quem aprecia filmes de terror cheesy low-budget. Seja como for, é importante ver The Deep Ones com expectativas baixas.

 

 

Título: The Deep Ones

Título Original: The Deep Ones

Realização: Chad Ferrin

Elenco:  Gina La PianaRobert MianoJohann Urb

Duração: 83 min.

 

Trailer – The Deep Ones

Comments