Anime TV

Attack on Titan – Midseason Finale – 4ª Temporada

Attack on Titan Midseason Finale

CONTÉM SPOILERS DE ATTACK ON TITAN!

“If someone tries to take my freedom away… I won’t hesitate to take theirs.”

Estávamos no ano de 2013 quando do conforto das nossas casas e nas nossas pacíficas rotinas fomos invadidos por um gigante, aliás um titã, de 50 metros que bateu à porta e mudou por completo as nossas vidas. Shingeki no Kyojin abalou o mundo da cultura japonesa quando estreou e trouxe os olhos de muitos fãs que já não se interessavam por anime desde a altura de Dragon Ball. Em termos de mangá, em 2014, Shingeki no Kyojin vendeu mais de 8 milhões de cópias e destronou o eterno rei das mangás, One Piece. Para além disso, o anime tem arrecadado prémios desde melhor Ator de Voz, melhor Voz em dobragens, melhor música, melhor ação, CGI e animação (Wit Studio) e melhor realizador (Tetsurô Araki). Em suma, as expectativas para a temporada final não poderiam estar mais altas!

A maior alteração para esta temporada final de Shingeki no Kyojin foi a mudança de estúdio, que tanto agradou o público, fazendo a passagem dos Wit Studio para os MAPPA Studios (mais adiante iremos falar sobre o sucesso ou falhanço desta mudança). Outra informação importante é a de que inicialmente foram confirmados os 16 episódios que terminaram agora de sair, mas que não correspondem ao total desta Final Season, sendo que o episódio 17 já foi anunciado para o Inverno de 2022 e aparentemente marcará o início da Final Season – Part 2.

Na 3ª temporada de Shingeki no Kyojin, Eren, Mikasa, Armin e o resto dos seus companheiros aprenderam que na luta pela sua sobrevivência têm um adversário mais assustador do que os titãs: outros humanos! O desejo de chegar à cave da família Yeager e o sonho de verem o oceano não trouxe alegria, mas uma negra realidade, e um futuro de mais mortes e conflito. Paradis e Marley estavam em guerra, e nesta 4ª temporada, Paradis tem que decidir se contra-ataca, negoceia ou qual o melhor caminho para a liberdade e paz de uma guerra centenária, que até há pouco lhes era desconhecida.

O MELHOR:

A animação do estúdio MAPPA. É verdade que, para alguns, este ponto deveria estar no pior e não no melhor, mas parece-me que isso seja apenas uma questão de habituação. Em Jujutsu no Kaisen o estúdio MAPPA já provou a mestria das suas capacidades de animação, trazendo-nos cenas únicas, inesquecíveis e muito detalhadas. E nesta 4ª temporada de Shingeki no Kyojin a animação não fica a perder em nada comparando com aquilo que nos trazia o estúdio Wit, atingindo o seu auge nas batalhas entre titãs. Outro fator de destaque, é o acompanhamento musical que marca a série desde o seu início, tanto o tema de abertura – “Boku no Sensou” (My War), de Shinsei Kamattechan como o de fecho – “Shougeki” (Shock), de Yuuko Andou são excelentes representações do espírito de Shingeki no Kyojin. Passando para o enredo, este segue fielmente o material do mangá e enriquece a compreensão global do mundo de Shingeki no Kyojin, nomeadamente da História e funcionamento de Marley; da discriminação para com “os demónios de Eldian”, as políticas entre vários países do mundo, a tecnologia existente… é como se nós, público, fossemos também habitantes de Paradis, que por um século estivemos isolados e começamos agora a aprender o quão grande é realmente este mundo. Como episódios mais surpreendentes destacamos os 5, 6 e 7 onde se atinge o clímax da visita a Marley.

Existe um destaque de várias personagens e a introdução de muitas outras, que do lado positivo traz mais substância e diversificação à narrativa. A série torna-se mais substancial na exposição inicial do modo de vida do “inimigo”, explicando a visão da população, militares e dos governantes de Marley. Gabi e Falco representam essa ligação mais pura e inocente a Marley, enquanto Reiner serve como a ponte que liga Marley a Paradis e cuja comparação com Eren põe todo o conflito numa nova perspetiva. E Eren, que apesar de ser o verdadeiro protagonista de Shingeki no Kyojin, anteriormente conseguia sempre ser ultrapassado por muitas outras personagens como Levi, Mikasa ou Erwin. No entanto, nesta temporada atinge um nível de evolução e profundidade que o permite ser categorizado como herói, vilão e com um crescimento formidável (embora nem tudo tenha corrido bem).

“I’m The Same As You. I Didn’t Have Any Other Choice.”

O PIOR:

Comecemos pelo acontecimento a Sasha. O mais correto, se calhar, seria estar no melhor e não no pior, pois traz uma dimensão de vulnerabilidade às personagens, mostrando que nem todas as personagens estão seguras, e que até ao fim da guerra poderemos ter vários desgostos. O impacto que tal acontecimento teve, pessoalmente, não foi tão positivo quanto se pensaria, especialmente porque nunca se ter criado uma forte ligação à personagem de Sasha. A verdade é que, em polls de popularidade das personagens de Shingeki no Kyojin, Sasha aparece em 4º lugar. Passando para a introdução de novas personagens, já falámos dos pontos positivos, mas os negativos também existem, e neles realçamos a sobrecarga de informação e de intervenientes que temos de seguir e nos preocupar. Para além disso, o tempo é limitado e se é gasto a desenvolver novas personagens, aquelas mais antigas e que amamos acabam inevitavelmente por ficar para trás. Finalmente, e retornando a Eren, é impressionante a dicotomia criada com a personagem e a qualidade dos seus discursos melhorou significativamente, porém nota-se um esforço exagerado para o tornar vilão com atitudes inexplicáveis como na sua conversa com Mikasa e Armin. O mais alarmante é a possibilidade de nos estarem a forçar um rumo para o final, que está demasiado focado em dar tempo a novas personagens e não naquelas que seguimos há anos.

Shingeki no Kyojin: The Final Season – Part 1 ativa as engrenagens para a conclusão da épica saga de Eren e dos Survey Corps, com uma primeira parte rica em ação, desenvolvimento, intriga e plot twists. A maior desilusão é mesmo o tempo de espera até que saia a segunda parte. Ficamos, no entanto, com algumas preocupações e erros ao longo desta primeira parte da Final Season que se podem vir a tornar fatais no futuro.

Estado da Série: RENOVADA

Leiam a nossa Mini-Review anterior de Attack on Titan aqui.

0 90 100 1
90%
Average Rating

Shingeki no Kyojin: The Final Season – Part 1 ativa as engrenagens para a conclusão da épica saga de Eren e dos Survey Corps, embora contenha alguns defeitos que poderão prejudicá-la a longo prazo.

  • 90%

Comments