Cinema Críticas

Crítica: Seaspiracy (2021)

Seaspiracy Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE SEASPIRACY!

Fresquinho da Netflix, o novo documentário que ilustra o impacto da mão humana nos oceanos, é um produto de visualização obrigatória e que irá reformular o pensamento de uma vasta comunidade defensora do consumo de vida marinha por todo o planeta. Realizado por Ali Tabrizi e, enquanto possui algumas características de filmagem algo amadoras e uma estrutura um pouco desfasada, é um ato corajoso onde o jovem cineasta e a sua equipa colocam diversas vezes as sua vida em risco para trazer algumas das imagens mais arrepiantes do quanto despidos estão os oceanos de vida.

Seaspiracy Critica de Cinema
Seaspiracy. c. Courtesy of Ali Tabrizi

Seaspiracy é o equivalente marítimo de Cowspiracy, o documentário que chocou o mundo sobre a industrialização desmesurada da pecuária e do seu impacto no estado ambiental do planeta e na saúde humana. Embora este tenha ficado um pouco aquém das expectativas por se assumir mais como um exercício estatístico e sem o impacto necessário que o espectador necessita para deixá-lo mais consciente das atrocidades que são exercidas diariamente nos animais para fins alimentícios, Seaspiracy acaba por ser bem mais rebelde e de se infiltrar em organizações que oprimem, agridem e muitas vezes assassinam ativistas que pretendem derrubar o seu negócio. Ainda que não possua o choque de Dominion, Seaspiracy é um alerta diversificado e cruel que nos provoca um sentimento de revolta perante aquilo que nos é exposto. Para além disso, o jovem Tabrizi coloca-se a si mesmo questões pertinentes e parte em busca por soluções e respostas para as fundamentar, expondo no seu caminho uma vasta criminalidade que o mundo continua a querer ignorar.

Depois de The Cove, Seaspiracy foca-se na ainda presente caça aos cetáceos que são vistos como competição pelos recursos piscatórios, para além dos dejetos que são deixados no oceano e que aniquilam a vida marinha que mantém os ecossistemas do oceano estáveis e saudáveis. Portanto, caça desportiva e poluição são apenas algumas das muitas temáticas que Seaspiracy aborda dentro da sua curta duração, revelando todo um lado desumano de uma espécie que continua a preferir esgotar os recursos do planeta e ignorando a possibilidade da escassez destes mesmos recursos estarem a conduzir à inevitável condenação da nossa própria espécie. O ser humano está descontroladamente a pressionar o planeta e a despi-lo do seu equilíbrio que proporcionou o nosso crescimento enquanto espécie. Rapidamente somos levados para o centro da pesca ilegal, onde somos confrontados com uma forma de escravatura humana que jamais pensaríamos no nosso dia-a-dia, para além de nos elucidar para a pomposidade alimentar que estamos estupidamente a contribuir só porque queremos experimentar algo de diferente ao nosso já habitual consumo de produtos animais. Milhões de tubarões são mortos todos os anos apenas para a população chinesa ter uma sopa feita das suas barbatanas, que disfarça como sendo algo com propriedades medicinais; criamos viveiros em que os animais são tratados nas piores das condições, estando suscetíveis a parasitas, doenças infeciosas, e a nadar numa mistela das suas próprias fezes. Todo este trabalho de exposição por parte de Tabrizi é ainda demasiado relevante e importante para se ser ignorado.

Seaspiracy Critica de Cinema

São exercícios de cinema como estes que podem marcar pela diferença e sensibilizar a população alheia a estas circunstâncias, para deixarem de consumir e promover produtos de origem oceânica, cujas corporações são desmascaradas aqui através da evasão a perguntas muito práticas e diretas. O negócio da pesca industrial está a arruinar os oceanos que são o sangue do planeta e que permitem a nossa subsistência. Seaspiracy pode ter alguma falta de maturidade nalgumas abordagens (especialmente quando o realizador se desloca a Taiji sem se informar propriamente de outros trabalhos que já foram feitos sobre o tema como o já mencionado The Cove), mas isso não destrói a sua capacidade informativa e de choque sobre o impacto da influência humana na exploração dos recursos naturais dos oceanos.

É um exercício poderoso, forte, sem receio de cometer riscos e de trazer à tona da superfície todo um corporativismo preocupante e que opera de forma ilegal e que ainda assim preferimos ignorar. Este é o alerta visual que era necessário e que, graças à coragem de um visionário ainda na flor da sua idade, pode marcar pela diferença e pode apelar, de uma forma definitiva, à mudança de mentalidades e de comportamentos que o ser humano precisa obrigatoriamente de ter. Caso isto continue da forma que Seaspiracy ilustra, os nossos oceanos estarão desprovidos de vida marinha num futuro muito próximo e iremos viver numa pocilga desprovida de vida, criada pela nossa falta de atenção e de atitude relativamente ao nosso próprio ecossistema. Numa carta aberta à comunidade humana mundial, Seaspiracy é um documentário revolucionário e que infelizmente continua a ser extremamente relevante e de visualização urgente.

Seaspiracy Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Seaspiracy

Título Original: Seaspiracy

Realização: Ali Tabrizi

Duração: 90 min.

Trailer | Seaspiracy

Comments