Mini-Reviews TV TV

Servant – Season Finale – 2ª Temporada

Servant Season Finale

CONTÉM SPOILERS DE SERVANT!

A série da AppleTV+ de M. Night Shyamalan chega ao final da sua segunda temporada, com algumas surpresas agradáveis, outras difusas e outras não tão boas. Depois do rescaldo do desaparecimento de Jericho e Leanne, Dorothy e Sean estão em sofrimento e desesperados por encontrar o seu filho. Com a ajuda de Julian e Tobe, conseguem recuperar Leanne, mas não há sinais de Jericho. Relutante em regressar a sua antiga e misteriosa babysitter, é, por conseguinte, perseguida pelo seu culto religioso que começa a interferir com o casal, para além de Dorothy começar a desenvolver psicopatias assustadoras com a ausência de Jericho na sua vida.

Servant Season Finale
Servant
Season 2
CR: Apple TV +

O MELHOR:

Servant ganha uma força gigantesca devido à colossal prestação de Lauren Ambrose, que tem surpreendido tudo e todos com um equilíbrio soberbo entre luto, desespero e comportamento errático de obter aquilo que procura.

A atriz está cada vez mais próxima de arrancar uma nomeação ao Emmy, num papel que realça as suas capacidades performativas de uma forma inesperada. Rupert Grint também continua a ser uma personagem interessante, quebrando por vezes os momentos dramáticos com o seu humor característico e postura instável (se bem que nalguns momentos as piadas não funcionam como deviam funcionar) e a presença de Boris McGiver e o cameo desconfortável de Barbara Sukowa acabam por adornar esta temporada, trazendo mais perguntas e uma sinistralidade fora do vulgar para a série. O primeiro ato da temporada acaba por se evidenciar forte, cativante e que tira proveito da extraordinária dinâmica entre as personagens num ambiente claustrofóbico (são raros os planos que são fora da casa dos Turners) e a equipa de realização consegue dinamizar os cenários e utilizar uma realização mais diversificada e atraente para criar um clima de perigo constante e um suspense de decadência que é eficaz em trazer à tona algumas das fragilidades humanas mais assustadoras.

Para além disso Nell Tiger Free mantém com coerência o ritmo do mistério principal da narrativa, ainda que este empurrar de respostas para a temporada seguinte se torne massacrante para o espectador. Servant também age como a estreia na realização de Ishana Night Shyamalan, filha do icónico cineasta, que parece estar a absorver alguns dos talentos mais fortes do seu pai, tomando conta dos capítulos finais da temporada e revelando uma intensidade que salva o último ato da temporada de ser um autêntico desastre.

Servant Season Finale

O PIOR:

O maior problema de Servant é precisamente estar claramente a evitar entregar respostas fáceis ao seu público, embrulhando-se em atitudes de personagens que não assentam na génese da série e começam a tornar-se mais satíricas que sérias ao longo dos episódios.

A presença do Uncle George e de Josephine nos episódios finais, por muito cativantes que possam ser em determinados momentos, acabam por não “cair bem” nalgumas situações, precisamente na hospitalidade dos Turners em ter pessoas tão pouco fiáveis dentro da sua casa como se esta se se tratasse de uma pensão. Com os eventos macabros que vão decorrendo ao longo da série, já é mais que evidente que uma presença sobrenatural (sejam quais forem as teorias do público) habita nas paredes desta mansão que esconde mais segredos do que inicialmente se pensava. Mesmo que Servant consiga magistralmente coordenar os seus atores e colocá-los em ambientes desconfortáveis, é preciso saber-se equilibrar as doses de humor com as dramáticas (o humor nem sempre assenta bem, agindo como um comic relief forçado e sem surtir efeito) e saber entregar respostas mais claras para os espectadores poderem continuar a sustentar e a fomentar teorias plausíveis e cativantes, mesmo que não se evidencie nada de mais.

O episódios final acaba por ser gratificante a muitos níveis e o primeiro ato da temporada é bastante forte, mas os episódios mais centrais da temporada perdem algum fogo e deitam a perder alguma da essência dramática da série ao satirizar as personagens com atitudes pouco credíveis. Ainda assim, Servant é uma série que promete continuar a desenvolver-se de forma gradual e continua a ter momentos de verdadeiro desconforto, mas precisa mesmo de começar a desvendar alguns dos seus factos, senão começará a perder alguns dos fãs mais acérrimos.

Servant Season Finale

Estado da Série: RENOVADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 71 100 1

71%
Average Rating

Servant é uma série que está a começar a sofrer um pouco com a ausência de respostas, criando uma temporada algo desnivelada em termos de credibilidade, no entanto continua a manter o seu charme e Lauren Ambrose está cada vez melhor no seu papel.

  • 71%

Comments