Mini-Reviews TV TV

For the Record – Season Finale – 1ª Temporada

For The Record Season Finale

CONTÉM SPOILERS DE FOR THE RECORD!

Acabadinho de estrear o primeiro episódio no SXSW, For the Record é uma série que merece uma crítica própria, já que até ao momento era impossível escrever seja o que for. Esta é uma série que vos irá tocar particularmente porque utiliza a música como meio de conexão entre as pessoas e adquire uma diferente metodologia antológica onde as personagens estão interconectadas, mesmo que os episódios se centrem em personagens novas. Cada episódio tem como base uma canção específica de onde a história floresce, sendo que o piloto conta a história de um casal, Ray e Angela, que terminam a sua relação de quatro anos de forma abrupta e reveem a sua vasta coleção de vinis para saber quem é que fica com qual. No entanto, ao surgir o álbum Pet Sounds dos The Beach Boys, emoções mal resolvidas voltam a mexer com as duas personagens, levando-os a enfrentar um futuro incerto.

For the Record Season Finale

O MELHOR:

For the Record é absolutamente imprescindível.

É uma série extremamente ternurenta e cativante, que consegue encadear as personagens de forma hábil, auxiliadas por prestações carismáticas e de uma escrita envolvente a cargo de Julian De Zotti. O criador e ator entende a forma como o ser humano utiliza a música para imortalizar na sua memória momentos inesquecíveis e relações que vamos estabelecendo ao longo da vida. Para o bom ou para o mau, For the Record constrói a sua narrativa utilizando um formato semelhante ao de State of the Union, com episódios que rondam os 15 minutos de duração, mas que contêm um conteúdo substancial invulgar e apetecível. Focando-se nas muitas diferenças de relações e em aspetos sociais relevantes, De Zotti constrói uma espécie de manual visual que toca em aspetos essenciais ao dia-a-dia do ser humano. For the Record é uma obra singular e uma que irá marcar pela diferença nos tempos que correm, visto que irá trazer-vos alegria, e todo um misto de emoções sentidas e palpáveis, que transbordam de carisma e importância.

Enquanto que a maioria das séries tem a tendência de cair nos mesmos clichés e no mesmo melodrama insistente, For the Record não comete esses riscos, não só pelo seu formato permitir uma aproximação diferente, como De Zotti foca-se em aspetos mais significativos para a sociedade. Desde o comportamento em relação inter-raciais, passando pelas homossexuais e culminando num ato de coragem em mexer com a religião, que requer mestria em entender o comportamento das mesmas. Sendo uma das melhores estreias do festival, For the Record é uma série aberta, com canções bem incutidas, desde o teen romance de Johnny Orlando, passando pela energia de Nina Simone, até à sensualidade de The Weeknd. É uma obra fascinante e imperdível quando chegar às televisões internacionais, que irá encher o coração dos espectadores com a musicalidade que precisávamos nesta época tão difícil.

For the Record Season Finale

O PIOR:

Embora seja extraordinária em muitos dos seus aspetos, For the Record tem apenas um senão e se o espectador não quiser SPOILERS importantes, então que deixe de ler a partir deste momento.

Há uma cena em particular no final do sexto e último episódio da temporada que acaba por parecer um pouco plástico quando surge: o nascimento do bebé no carro. É uma cena que, por muito boa intenção que tenha, acaba por não conquistar por ser transposta de forma algo forçada. No entanto, isso não impede For the Record de ter os seus valores bem estipulados e de nos inspirar numa época tão tenebrosa. É por estas intenções que a série merece uma segunda oportunidade e por todo o trabalho que Julian De Zotti investiu em tentar, não só perceber personagens fictícias, mas de ter a sensibilidade de transpor para o ecrã os melhores valores do ser humano e de o relembrar de como a música é um dos meios mais bonitos de nos relacionarmos.

Podem ler a entrevista com o criador aqui, juntamente com a sua colega Lisa Baylin. Deixo aqui um breve comentário, em inglês, a este talentoso argumentista e ator emergente:

For the Record casts a spell on its viewers, making them remember how crucial it is to find the musicality in our hearts and to understand how human relationships are forged. With its depiction of so many ethnicities, sexual orientations and admirable musical choices, For the Record is a champion that will bring joy and make you smile during these not so brighter days of a ruthless pandemic. This series deserves a second chance and, most importantly, the recognition of its most valuable asset: its kind heart. Thank you, Julian! All the best for you and your extraordinary creation!”

For the Record Season Finale

Estado da Série: STAND-BY

0 95 100 1
95%
Average Rating

For the Record é uma das melhores comédias românticas do ano, que encaixa na perfeição com esta época de restrições. É refrescante, suave, bela e relembra-nos da música que influencia os nossos momentos mais importantes da vida, para além de um talentoso criador que merece uma segunda oportunidade com a mesma.

  • 95%

Comments