Cinema Críticas

Crítica: To All the Boys: Always and Forever (2021)

CONTÉM SPOILERS DE TO ALL THE BOYS: ALWAYS AND FOREVER!

Antes de mais: feliz dia de S. Valentim para todos! E existe melhor maneira de terminar este belo dia dedicado ao amor do que a ver uma das comédias românticas mais doces da Netflix? Pois é, Lara Jean (Lana Condor) e Peter (Noah Centineo) estão de volta e dão-nos o final mais delicioso (e nada surpreendente) para a sua história.

Depois de um período conturbado no filme anterior, Lara Jean e Peter dão-nos aquilo a que nos habituaram desde início: momentos fofos (é aconselhada precaução a quem tem diabetes, porque é doçura a mais) com uma dose de gargalhadas. Tudo o que o casal quer é deixar o secundário para trás e embarcar na grande aventura das suas vidas, a universidade. No entanto, o universo prega uma partida à dupla e Lara Jean não é aceita em Stanford, o que a leva a repensar toda a sua vida.

Além disso, existem outros assuntos a preocupar a jovem. Primeiro, o casamento do seu pai (John Corbett) e Trina (Sarayu Blue), com o qual Lara Jean não está muito entusiasmada. E em segundo lugar, a sua virgindade. Pois é, aquele marco história na vida de todos os jovens e que deixa a namorada de Peter com os nervos em franja. As dúvidas são muitas – totalmente características da sua personagem, tipicamente insegura -, mas no fim Lara Jean percebe que o pai não vai deixar de a amar por ter uma nova pessoa na sua vida, nem Peter vai terminar o romance se a namorada ainda não estiver preparada relações mais íntimas.

Ora bem, é tudo muito bonito, mas que é feito de John Ambrose (Jordan Fisher)? E de Stormy (Holland Taylor)? Duas personagens tão agradáveis e carismáticas que serviram apenas para mexer com o enredo de To All the Boys: P.S. – I Still Love You e que desapareceram sem deixar rasto. É verdade que a provação de ter de escolher entre John e Peter, só tornou o amor de Lara Jean e Peter mais forte. No entanto, não teria sido possível encontrar um espacinho para estes dois no filme final da trilogia?

Pelo lado positivo, foi possível assistir (mais uma vez) aos comentários sarcásticos e divertidos de Kitty (Anna Cathcart) e nada me deixa mais feliz.

Opinião final? Sim, aproveitem estes dias chuvosos com o vosso mais-que-tudo, enrolem-se numa manta em frente à TV e aproveitem o clima romântico. Caso ainda andem à procura do vosso Peter Kavinsky ou da vossa Lara Jean, este filme vai fazer-vos acreditar que eles ainda estão por aí. Talvez à distância de uma carta de amor.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Todos os Rapazes: Agora e Sempre

Título Original: To All the Boys: Always and Forever

Realização: Michael Fimognari

Elenco: Lana Condor, Noah Centineo, Janel Parrish, Anna Cathcart, Ross Butler, Madeleine Arthur.

Duração: 109 min.

Trailer | To All the Boys: Always and Forever

Comments