Cinema Críticas

Crítica: Me You Madness (2021)

Me You Madness Crítica de Cinema

PODE CONTER SPOILERS DE ME YOU MADNESS!!!

Ao longo dos anos, têm sido várias as personalidades do mundo do cinema que se têm aventurado em outras funções, por vezes a roçar no multitasking. E algumas dessas caras até provaram ter algo para contar e mostrar qualidade. Infelizmente, Me You Madness está completamente desprovido de qualidade.

Catherine Black é uma gestora financeira de sucesso, obcecada pelas coisas mais caras que o dinheiro pode comprar. Numa determinada ocasião, Catherine dá as boas vindas a Tyler como o seu novo colega de quarto. Dois detalhes: Tyler é um vigarista que pretende roubar os conteúdos da casa de Catherine, e esta é uma serial killer com bastantes distúrbios mentais.

Me You Madness Crítica de Cinema

Tal como se poderia esperar, Me You Madness é um forte candidato para um dos piores filmes do ano (e só vamos ainda em Fevereiro!), e existem diversas razões para tal. Se bem que a maior parte dos seus defeitos podem ser apontados a Louise Linton que, depois de anos à frente do ecrã em filmes de fraca qualidade, decide fazer um teste como realizadora e guionista. O resultado é um filme que diz tentar ser um American Psycho no feminino, mas é tudo menos isso.

A história é da mais básica que se possa imaginar nesta altura, com os dois protagonistas a entrarem numa espécie de jogo do “rato e gato” que culmina num ato final que se alonga mais do que o necessário. O guião também tenta ser engraçada, com várias piadas com uma vibração claramente meta ou o constante uso de quebras da quarta barreira e narrações que deixam bastante a desejar, além de serem bastante intrusivos.

Me You Madness Crítica de Cinema

Sem esquecer que Me You Madness consegue a proeza rara de conseguir ofender tudo e mais alguma coisa. Temas como a saúde mental, body shaming, ética de trabalho, entre outros, são basicamente desvalorizados em favor de piadas fáceis mas sem qualquer efeito possível. Basicamente, trata-se de uma história banal e sem qualquer tipo de conteúdo relevante para adicionar. Nem mesmo para passar tempo.

E se as capacidades de Linton como realizadora e guionista deixam a desejar, os seus atributos como atriz também não são os melhores, entregando-nos uma performance forçada e sem qualquer pingo de carisma por encontrar. De uma certa forma, Catherine Black é uma mistura de várias femme fatales de tantos outros thrillers melhor sucedidos. Mas onde essas acabam por cativar a nossa atenção, esta acaba por ser vista mais como presunçosa e irritante (o facto de esta reconhecer isso não ajuda). O mesmo se aplica a Ed Westwick, que está praticamente reduzido a um “bom pedaço de carne sem grande inteligência”.

Me You Madness Crítica de Cinema

Me You Madness, em suma, é um daqueles filmes que foram feitos para justificar o uso do dinheiros dos contribuintes. Não tem nada de novo para nos contar, é demasiado infantil na execução, e deixa um travo amarguíssimo quando os créditos começam a rolar, juntamente com sentimentos de puro alívio.

Podem ler outras Críticas aqui.

Título: Me You Madness

Realização: Louise Linton

Elenco: Louise Linton, Ed Westwick, Shuya Chang, Tyler Barnes

Duração: 98 minutos

Trailer | Me You Madness

Comments