Cinema Críticas

Crítica: Dead Pigs (2018)

Dead Pigs Crítica de Cinema

PODE CONTER SPOILERS DE DEAD PIGS!!!

No ano passado, o mundo ficou a conhecer Birds of Prey (And The Fantabulous Emancipation of One Harley Quinn)o filme da DC que deu a conhecer ao mundo o nome de Cathy Yan como realizadora. Embora esse filme tenha sido a sua estreia como realizadora de um blockbuster, a verdade é que este não é o filme de estreia da realizadora; essa proeza recai neste Dead Pigs que, três anos depois da sua estreia nos festivais internacionais, ganha a sua estreia oficial em território ocidental.

Baseado em factos verídicos, Dead Pigs acompanha as histórias de cinco pessoas diferentes, enquanto lidam com uma modernização crescente de Shangai, ao mesmo tempo que a cidade é assolada por um evento bizarro: milhares de cadáveres de porcos a aparecem no rio.

Dead Pigs Crítica de Cinema

Descrito como uma espécie de sátira social, seria fácil de criar paralelos entre Dead PigsParasiteNo entanto, acabam por ser filmes diferentes entre si, com vozes claramente distintas. Enquanto Parasite lidava com a disparidade social e económica através do ponto de vista de uma família nuclear sul-coreana, Dead Pigs lida com os avanços chineses num objetivo de se tornar mais internacional. Tudo isto é completo através de cinco histórias praticamente distintas. Temos Old Wang, um criador de porcos que, devido à sua perda bizarra e de alguns investimentos duvidosos, tenta esgravetar dinheiro para saldar as suas dívidas; Candy Wang, uma dona de um salão de beleza que tenta impedir que a sua casa da família seja demolida; Wang Zhen, um jovem empregado de mesa que tenta fazer-se passar por um empresário de sucesso; Xia Xia, uma socielite que procura por uma ligação humana genuína; e Sean Landry, um arquiteto que se tenta “vingar” no mercado chinês.

São histórias distintas entre si que, surpreendentemente, conseguem criar ligações graças aos temas gerais, que incluem a dicotomia entre o progresso e o tradicionalismo, o poder do dinheiro e ambições. São temas um tanto ou quanto pesados, mas graças aos talentos de Yan tanto à frente da câmara como na escrita, existe alguma leveza e humor nos eventos aqui retratados. No entanto, isto não significa que o filme também não invista nos momentos mais poderosos a nível dramático, e a maior parte do elenco asiático consegue sair-se de forma bastante convincente, mostrando um lado mais humano quando haveria oportunidade de se tornar um tanto ou quanto estereotipado.

Dead Pigs Crítica de Cinema

Esta dicotomia socioeconómica não se restringe apenas à escrita de Yan; tal também é feito através do campo visual, especificamente pela forma como a realizadora pretende capturar Shangai nestes pontos de vista. De um lado, temos ruas pobres e mal iluminadas, repletas de lixo e detritos, ilustrando as más condições de vida de alguns dos seus habitantes; em contraste, os locais mais requintados apresentam um lado mais luxuoso, iluminados com luzes claramente neon. É um contraste visual que não fica alheio a ninguém, já para não falar do facto de ter sido um dos fatores decisivos para a eleição de Yan como realizadora de Birds of Prey.

No entanto, o terceiro ato acaba por deixar um tanto ou quanto a desejar. Esta peça do puzzle acaba por servir de ponto de convergência para as cinco histórias singulares (por vezes de maneiras surpreendentes), mas acaba por dar um toque um tanto ou quanto positivo para uma circunstância que se revelou bastante grave.

Dead Pigs Crítica de Cinema

Não obstante esse obstáculo, Dead Pigs acaba por ser uma agradável surpresa que, por razões alheias, acabou por passar despercebido na altura da sua estreia. Felizmente, este é um dos casos em que o ditado “mais vale tarde do que nunca” acaba por ter um maior valor. E ainda bem que este filme de estreia de Cathy Yan valeu completamente a espera, dando alguns indícios de uma carreira deveras promissora.

Podem ler outras Críticas aqui.

Título: Dead Pigs

Realização: Cathy Yan

Elenco: Haoyu Yang, Vivian Wu, Mason Lee, Meng Li, David Rysdahl, Zazie Beetz

Duração: 122 minutos

Trailer | Dead Pigs

Comments