Cinema Críticas

Crítica: Horror Noire: A History of Black Horror (2019)

Horror Noite Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE HORROR NOIRE: A HISTORY OF BLACK HORROR!

O cinema de terror é um dos géneros mais cobiçados desde a sua origem nos anos 20 e 30. É um que criou fortes raízes, revolucionou a indústria e criou algumas das imagens mais aterradoras das nossas vidas. Todos nós gostamos de um bom filme de terror para nos deixar arrepiados ou em pânico com a exploração das nossas fobias. Mas nem sempre as minorias se sentiram bem representadas neles, devido às fórmulas pré-estabelecidas da sociedade heteronormativa. Em Horror Noire: A History of Black Horror, ficamos a conhecer a história do cinema de terror para a comunidade afro-americana e o seu progresso com o avançar do tempo. É um documentário singelo, realizado por Xavier Burgin e que conta no seu cardápio algumas das estrelas mais influentes neste processo do cinema de terror afro-americano.

Horror Noite Critica de Cinema

Desde Jordan Peele, que nos trouxe Get Out, até aos vanguardistas Tony Todd e Keith David, e aos visionários da sua altura como William Crain e Rusty Cundieff. São alguns dos rostos que nos agraciam com a sua presença neste filme educativo sobre o blaxspoitation, e outras representações da comunidade afro-americana num género em que foi marginalizada e depreciada. A verdade é que o filme, por ser simples, acaba por ser um exercício interessante, vagueando sobre a arte e aliando-a aos mecanismos de progresso social que são tão importantes no cinema. Horror Noire: A History of Black Horror é um filme que, de alguma forma, nos dá uma certa esperança para melhorias e para se começar a ver o cinema com base na cultura de uma minoria de uma forma mais ampla e mais verdadeira, onde a sua visão acaba por aproximar-se mais da sua realizada e não de uma pensada ou idealizada pelos caucasianos.

No entanto, Horror Noire: A History of Black Horror acaba por ser um exercício muito pouco aprofundado e que precisava de mais densidade como o recente In Search of Darkness (mas sem a sua duração exaustiva). Por muito educativo e informativo que seja, este registo acaba por roçar apenas a superfície de um tema que tem tanto para revelar ao público em geral. É extremamente bem intencionado, o que lhe dá uma força gigantesca e nos conforta em saber que o progresso está a caminho. Não sou propriamente fã de Get Out mas reconheço o seu valor, especialmente para a comunidade. O cinema de terror precisa obrigatoriamente de sangue fresco para se reinventar e ser possível ampliar o leque de oportunidades para mentes criativas que querem deixar uma marca profunda de horror nos fãs.

Horror Noite Critica de Cinema

A presença das estrelas mencionadas anteriormente ajuda a criar uma relação mais pessoal com a temática, fazendo com que Horror Noire: A History of Black Horror não pareça uma colagem de momentos colocados à pressão e, como produto de cinema, é competente em esboçar um tema que podia ser (e tinha obrigação de ser) maior e de ter maior impacto. Ainda assim, não deixa de nos conquistar nalgumas das suas convicções e motivações e esse é o maior trunfo deste tipo de cinema.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Terror Noire: A História do Cinema Afro-Americano

Título Original: Horror Noire: A History of Black Horror

Realização: Xavier Burgin

Duração: 83 min.

Trailer | Horror Noire: A History of Black Horror

Comments