Cinema Críticas

Crítica: The Night (2020)

The Night Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE NIGHT!

Um casal iraniano que vive nos Estados Unidos fica preso num hotel onde começam a ser atormentados por forças aparentemente paranormais e que os forçam a desvendar segredos que desconheciam um do outro. Com uma bebé em risco de vida, este Babak e Neda precisam de arranjar uma forma de escapar destas forças malignas a todo o custo. Realizado por Kourosh Ahari, The Night é uma surpresa agradável nalguns aspetos, ainda que pudesse trabalhar mais a sua mitologia e nos entregasse algumas respostas importantes.

The Night Critica de Cinema

Claramente com inspirações de Stanley Kubrick e do seu icónico The Shining, The Night conta com prestações muito carismáticas do seu duo protagonista Shahab Hosseini e Niousha Noor. Eles conseguem carregar a narrativa que vai oscilando e vai brincando com a perceção do público, deixando-nos constantemente com os nervos à flor da pele. Ahari é tão versátil em algumas situações que nos deixa muitas vezes desconfortáveis e em choque. O seu trabalho de câmara é essencial para criar a tensão que é sentida pelo espectador enquanto, ele próprio, se sente claustrofóbico e sem opção de saída tal como as personagens. A direção de fotografia e a banda-sonora são extremamente competentes em nos manter interessados neste mistério que, infelizmente, não revela o seu maior potencial. The Night tinha obrigatoriamente que ser mais esclarecedor para com o público e, por muito competente que seja em muitas vertentes, torna-se algo frustrante por não ser justificativo em algumas arestas narrativas importantes.

Se nos deixarmos levar pela nossa imaginação, este hotel simboliza os “assuntos inacabados” que o casal tem pendentes nas suas vidas e que assumem uma forma física para os atormentar de alguma forma. Até aí, a criatividade está ao rubro. O problema é mesmo a falta de uma explicação para aquilo que este misterioso hotel significa e o porquê de se comportar desta forma. É notório o amor que Ahari sente por Kubrick e o seu trabalho em deturpar a nossa visão dos eventos é bastante apelativo, mas falta-lhe um toque de argumento essencial. Não se pode fazer apenas algo por se fazer sem se justificar de forma plausível. É como nos sentirmos à deriva em algo que entendemos a mensagem, mas que falta algo mais para nos deixar esclarecidos. The Night é uma mistura competente de vários elementos de um género que nunca ficou bem afamado no panorama de terror, mas se é ambicioso para algumas coisas, tem obrigatoriamente que o ser para outras e ser mais esclarecedor naquilo que pretende transmitir.

The Night Critica de Cinema

No entanto, é com carinho que vou guardá-lo. Por cometer certos riscos e de voltar a trazer com vivacidade um tipo de cinema ilusório e que brinca com a perceção do público. Auxiliado por prestações muito boas, The Night acaba por conquistar em determinados pontos inesperados e que revela algum cuidado em captar uma atmosfera de incerteza que lhe permite desenvolver as personagens sem que o o público se sinta fatigado. As suas maiores fraquezas, como revelei anteriormente, são os únicos impedimentos de The Night marcar pela diferença. Mas é um exercício de terror que surpreende mais do que aquilo que desilude e, portanto, é recomendável para os fãs do género e que procuram algo diferente do que têm visto até agora.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Noite

Título Original: The Night

Realização: Kourosh Ahari

Elenco: Shahab Hosseini, Niousha Noor, George Maguire, Michael Graham, Armin Amiri, Elester Latham.

Duração: 105 min.

Trailer | The Night

Comments