Cinema Críticas

Crítica: What Happened to Monday (2017)

What Happened to Monday Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE WHAT HAPPENED TO MONDAY!

Sou um fã incondicional de Orphan Black, da série de Tatiana Maslany que a levou ao (e muito bem merecido) Emmy de Melhor Atriz por interpretar vários clones distintos. What Happened to Monday é a sua “versão cinematográfica”, com uma narrativa muito diferente, é certo, mas é onde Noomi Rapace brilha como nunca antes brilhou. Se já tinha provado que era boa atriz na adaptação sueca de Os Homens Odeiam as Mulheres, em What Happened to Monday ela consagra-se. Num mundo-não-muito-longínquo, o excesso de população humana ficou fora de controlo e os recursos alimentares estão a escassear. Uma empresa, liderada pela implacável Nicolette Cayman (Glenn Close, que é sempre um prazer ver em ecrã), está responsável por “congelar” as crianças em excesso após ter sido estipulada uma lei em que um casal só poderia ter apenas um filho (como uma versão ficcional do que se passa atualmente na China). Durante anos, um homem tentou esconder as suas sete filhas idênticas e educou-as para sobreviverem neste mundo repleto de perigo se forem descobertas, mas quando atingem a sua maturidade e a sua irmã Monday (cada irmã tem o nome de um dia da semana) desaparece misteriosamente, começam a pensar que as suas vidas estão em sério risco.

What Happened to Monday Critica de Cinema

What Happened to Monday foi um daqueles filmes arruinados pela crítica mas que não merece, de todo, esse destino. É uma surpresa extremamente competente, que junta ficção científica com ação frequente e um mistério acutilante; para além de mensagens sociais interessantes (mas que nem sempre são exploradas com a profundidade que mereciam) e prestações bastante credíveis. Noomi Rapace, como já mencionei, é absolutamente incrível nos diversos papéis que compõe e a narrativa nunca é propriamente previsível. A mensagem social de What Happened to Monday acaba por ter uma relevância muito apropriada aos dias que correm, mas há certos aspetos que acabam por ficar demasiado superficiais num contexto em que são necessárias mais respostas sobre as leis aplicadas sobre a questão. Ainda assim, o esforço que Wirkola faz para dar o tempo de antena necessário às personagens acaba por ofuscar um pouco esta obrigatoriedade argumentativo, apesar de compreensível.

Mas acima de qualquer outra coisa, What Happened to Monday é um filme que aproveita um conceito e o torna cativante e ritmado ao colocar twists constantes e afunilar a sua história em Rapace, de forma a evitar dispersar-se com a história. Ao contrário do que a crítica em geral afirma, What Happened to Monday precisa obrigatoriamente de ter sequências de ação, ou então tornar-se-ia um filme maçudo e sem as doses de entretenimento que eram essenciais para captar a atenção do público. O facto da película passar para segundo plano os clichés românticos mais óbvios, força o espectador a concentrar-se ainda mais no mistério e a apreciar as personagens pelo seu lado mais funcional e humano, longe de sentimentos platónicos ou que interfiram no desenvolvimento da história.

What Happened to Monday Critica de Cinema

Com uma banda-sonora ritmada, sequências de ação fogosas e bastante bem conseguidas, What Happened to Monday mantém-nos on the edge of our seats e acaba por atribuir ao conceito iniciado por Orphan Black uma ação mais hollywoodesca que assenta extremamente bem e provoca uma sensação de adrenalina no espectador. Portanto, mesmo que não seja totalmente perfeito, What Happened to Monday é um objeto de ação que reúne os elementos necessários e, ao contrário do que a crítica alega, tem uma mensagem social extremamente cativante, ainda que não a explore na totalidade nem com a profundidade que merecia. Isto não o torna medíocre nem perto disso, apenas um esforço competente e que tem mérito por si próprio.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Sete Irmãs

Título Original: What Happened to Monday

Realização: Tommy Wirkola

Elenco: Noomi Rapace, Glenn Close, Willem Dafoe, Marwan Kenzari, Christian Rubeck.

Duração: 123 min.

Trailer | What Happened to Monday

Comments