Cinema Críticas

Crítica: The Whale (2011)

The Whale Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE WHALE!

Existem histórias inesperadas e surpreendentes que transcendem o tempo. Histórias que revolucionam a forma como comunicamos com o meio selvagem e como podem ser inspiradoras em evocar o nosso sentimento de conservação do mesmo e que nos tocam tão profundamente que se tornam memórias que se cravam na nossa alma. Conheçam a história de Luna, uma orca de dois anos, que ficou sozinha, depois da sua família o ter abandonado (sim, apesar do nome, Luna é um macho), na baía de Mooyah perto de Vancouver, no Canadá. Luna é curioso e começa a desenvolver uma relação muito próxima com os habitantes que dependem do oceano que os rodeia para fazerem as suas vidas. Tanto que esta relação gerou bastante controvérsia, já que ambientalistas e a comunidade tentaram sempre encontrar uma solução para a proteção desta baleia traquina e sociável e que, contra tudo e contra todos, sentia que a sua família eram estes humanos.

The Whale Critica de Cinema

The Whale é um documentário tocante. Uma obra que nos traz uma história invulgar de uma amizade improvável e que se tornou algo muito precioso para a comunidade de Mooyah Bay. Luna, apesar de conselhos e legislações aplicadas, continuou durante toda a sua curta vida à procura da aceitação e do carinho destes seres humanos que via como parte da sua extensa família oceânica. O filme é tão imersivo que é impossível não resistirmos ao seu charme, ainda que tenha uma estrutura algo amadora e experimental e de recursos limitados. Com entrevistas recorrentes de membros que conheceram e acarinharam esta baleia assassina, os realizadores Suzanne Chisholm e Michael Parfit captaram o início, meio e fim desta bonita homenagem a um ícone do Canadá que marcou as vidas de todos os que acompanharam o dia-a-dia de Luna.

Como sabemos, os seres humanos são o maior inimigo do meio natural. Quando pensamos que estamos a fazer algo de coração para com um animal selvagem, rapidamente perdemos noção de que não devemos interferir com a sua vivência no seu meio e que podemos estar a colocá-lo em perigo. Temos esse poder de discernir aquilo que difere entre os nossos desejos, ou sentimentos próprios, e aquilo que é eticamente correto. Embora todos tenham tentado abstrair-se e evitar contacto com Luna, a orca parecia cada vez mais incessante em procurar a atenção de todos e tornava-se difícil manter esta ideia de não “a incomodar”. Anos de separação da sua família, levou Luna a ver os seres humanos como parte da sua espécie e os laços que forjou com a comunidade de Mooyah Bay tornaram-se tão fortes que se tornou impossível ignorá-la por muito mais tempo.

The Whale Critica de Cinema

A história de Luna é trágica, já que no final do filme, percebemos que, mesmo que por acidente, a relação do Homem com o animal selvagem tem obrigatoriamente que se distanciar. O carinho que os habitantes nutriram por Luna acabou por lhe tirar a vida; e o pesar de não se conseguir ajudar esta baleia tornou-se ainda mais intenso. The Whale é um documentário que, mesmo com alguns defeitos técnicos, tem o coração no sítio certo. É um exercício de cinema que se não se esquece da ética, nem de reforçar o simbolismo que Luna trouxe para a comunidade onde se sentia em casa. É narrado por Ryan Reynolds, que ao lado de Scarlett Johansson, produzem esta pequena homenagem adorável de uma história improvável e absolutamente encantadora. Dei por mim com as lágrimas a escorrerem-me do rosto e a querer abraçar Luna, mesmo sabendo que não seja correto. Esta impulsividade de querer ajudar o meio selvagem e querer fazer parte dele foi aquilo que condenou muitas baleias assassinas a serem capturadas e trancadas em aquários e tanques por todo o globo, para além da sua exploração em cativeiro para o cinema como o franchise clássico de Free Willy. Podemos pensar que não há mal nisto, mas como Blackfish nos ilustrou, nunca podemos aprisionar o meio natural sem receber consequências (muitas vezes mortais para ambos os lados) drásticas.

The Whale é uma bonita ode que incita um impulso em querermos ajudar o mundo natural e que tem as emoções à flor da sua imagem. É um documentário precioso e provavelmente é aquela história que vos irá encantar e surpreender quando menos esperam. The Whale recupera esta esperança de que o Homem e o Animal podem cooperar e que, mesmo que seja totalmente plausível que queiramos estar envolvidos, devemos manter sempre uma distância para protegermos estes animais tão encantadores da nossa própria megalomania enquanto espécie, para o bem deles. Portanto, se precisam de uma história que vos inspire, The Whale é o filme que precisam, e tem um dos protagonistas mais adoráveis, brincalhões e imperdíveis da História do Cinema.

The Whale Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Baleia

Título Original: The Whale

Realização: Suzanne Chilsholm & Michael Parfit

Duração: 85 min.

Trailer | The Whale

Comments