Cinema Críticas

Crítica: La Casa Lobo (2018)

La Casa Lobo Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE LA CASA LOBO!

Quando menos esperamos, é quando surgem surpresas grandiosas. Surpresas estas que exigem uma certa pesquisa para tentarmos contextualizar-nos minimamente com a obra que vemos. E porquê? Porque há todo um trabalho cultural que foge à nossa compreensão ou conhecimento. Proveniente do Chile, La Casa Lobo é uma obra de animação vertiginosa, um marco histórico para o cinema e uma aventura bizarra e atípica que parece saída de sonhos ou pesadelos. Para vos contextualizar um pouco, a história de La Casa Lobo foca-se na jovem Maria, que procura refúgio numa cabana no sul do Chile, depois de escapar de uma colónia alemã no país. Ela é atormentada por um lobo, e encontra um pouco de paz nos companheiros porquinhos que habitam consigo na cabana.

La Casa Lobo Critica de Cinema

La Casa Lobo é um filme que abre como uma espécie de campanha propagandista, revelando um lado da Colónia Dignidad, no Chile, que foi fundada pelo alemão que fugiu da 2ª Guerra Mundial Paul Schäfer, um pedófilo que violou vários membros desta comunidade, e albergou fugitivos nazis como Josef Mengele, torturando aqueles que se opunham ao seu poder. La Casa Lobo absorve este conto de terror sob a forma de uma animação atípica, com pastiches constantes, um trabalho surreal que envolve pintura, artes plásticas e movimento. É aqui que vamos vendo o mundo de Maria que se altera a todos os minutos, a todos os segundos; criando e destruindo, ora alegre, ora triste, ora feliz ora assustado. É quase como se fôssemos transportados para a imaginação de uma criança que foi vítima destes crimes atrozes e que utiliza este mundo como o seu refúgio, forçando-nos a fazer um trabalho introspetivo sobre aquilo que a própria protagonista sente.

É um exercício de cinema que foge a tudo aquilo que viram até agora. Um conto de horror embebido em curtos momentos de felicidade que vai buscar referências icónicas aos contos-de-fadas e os vai distorcendo, como se Maria utilizasse estas histórias e o seu trauma a forçasse a alterá-las, tornando-as sombrias, arrepiantes e confinadas à casa como se fosse o seu local de refúgio. É incrível como a realização de Joaquín Cociña e Cristóbal Léon consegue determinadas proezas artísticas ao colocar este pesadelo inconstante diante dos nossos olhos. É quase impossível não nos questionarmos como conseguiram filmar determinadas sequências e, acima de tudo, a utilização de cores, metáforas visuais e uma história muito pouco linear. Este tipo de cinema é tão importante quanto passa despercebido aos amantes de arte. É uma recriação de um trauma de uma criança, que se esconde nas histórias que funcionam como o seu refúgio de uma realidade tenebrosa. Não é um filme de entretenimento como a maioria dos filmes de animação. É um filme que nos provoca e nos faz refletir e sentir curiosidade de procurar um pouco mais sobre ele e sobre a sua origem.

La Casa Lobo Critica de Cinema

Este tipo de cinema é precioso nos dias que correm. Cinema que já praticamente não existe. Não é um filme que irá agradar a todos, muito menos a quem tem expectativas de um filme igual a muitos outros de animação. La Casa Lobo é um produto singular, um filme extraordinariamente criativo e que permite que cada um teça as suas próprias ideias, desenvolve o raciocínio crítico, satisfaz uma necessidade de curiosidade e impele-nos a pesquisar sobre o mesmo. Embora o prolongasse um pouco mais e explorasse ainda melhor esta dicotomia com o lobo mau e a relação com os contos-de-fadas, sei que La Casa Lobo demorou cinco anos a ser filmado e que para obtermos cada minuto deste precioso filme é um feito inacreditável.

Portanto, La Casa Lobo é uma obra maravilhosa, cativante, desafiante, negra e rica em metáforas que irá fazer as delícias de cinéfilos e críticos por todo o mundo. Realização com uma perícia inigualável, um trabalho fabuloso de fotografia e de artistas que criaram este bizarro universo dentro da mente de uma Maria que pode refletir aquilo que muitas vítimas do Holocausto poderão ter usado como mecanismo. Afinal de contas, as histórias são sempre um refúgio para nos ensinar como lidar com a vida, mesmo em épocas onde o medo impera. La Casa Lobo é absolutamente imperdível e espero que este exercício escrito vos impele a ver.

La Casa Lobo Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Casa Lobo

Título Original: La Casa Lobo

Realização: Joaquín Cociña & Cristóbal Léon

Elenco: Amalia Kassai, Rainer Krause.

Duração: 75 min.

Trailer | La Casa Lobo

Comments