Cinema Críticas

Crítica: Fourteen (2019)

Fourteen Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE FOURTEEN!

Há certas pérolas independentes que nos surpreendem pela positiva, e até deixam uma marca em nós maior do que pensávamos. Fourteen é um drama escrito e realizado por Dan Sallitt, e foca-se em duas melhores amigas que se acompanham desde a infância. No entanto, enquanto Mara é uma pessoa responsável e dedicada ao seu trabalho, já Jo é disruptiva e sofre de uma doença mental não diagnosticada que põe a teste constantemente as suas relações, sejam amizades ou amores. Mara é a pessoa que lhe ampara as quedas na maioria das vezes, mas noutras acaba por se afastar para se proteger do comportamento de Jo. E a temática de Fourteen gira toda em torno desta amizade difícil e, no entanto, genuína.

Fourteen Critica de Cinema

Fourteen é um drama muito interessante e que coloca a irmandade feminina no seu foco, tratando a sua temática com uma naturalidade incrivelmente acutilante. Ainda que devesse explorar melhor a origem da doença mental de Jo, Fourteen nunca deixa os espectadores às escuras, levemente mencionando aquilo que a torna tão problemática no seu dia-a-dia. A dinâmica entre as atrizes Tallie Medel e Norma Kuhling é extraordinária e de abordagem simples, tirando proveito da sua química sem nunca parecer exagerada. A verdade é que é nos diálogos mais normais onde Fourteen ganha ainda mais força, mostrando uma realidade tão pura e tão significativa de forma muito humana e semelhante ao nosso quotidiano. Ainda que devesse incutir um pouco mais de efeito dramático para nos fazer criar uma relação mais próxima com Jo, as atrizes ajudam a camuflar este défice pelas suas prestações magníficas.

O clímax de Fourteen chega precisamente no seu último ato e, mesmo que não se falem durante muito tempo, quer Mara, quer Jo, mantêm sempre uma ligação sem precedentes, onde ninguém pode censurar uma e outra pelo seu comportamento. Mesmo que não seja uma obra muito evidente nalguns aspetos, é certamente um filme leve e artístico por contemplar a relação entre duas amigas e vaguear pelo impacto que uma tem na outra sem parecer intrusiva ou irreal. E Fourteen devia (melhor, tinha obrigação) de fazer ser mais reflexivo e puxar mais pelo nosso sentimento. Ainda assim é um produto que consegue articular bem as suas intenções sem pretensiosismos e de nos manter imparciais face às atitudes de ambas as personagens principais.

Fourteen Critica de Cinema

É um exercício que tem imenso para ensinar e para mostrar o companheirismo feminino e de que forma devemos lidar com as doenças mentais que cada indivíduo que pertence ao nosso núcleo pode padecer. É um estudo que, infelizmente, não tem o melhor dos destinos, mas é com essa garra da perda que nos faz querer evitar cometer os mesmos erros e mudar a atitude para que as próximas interações sejam mais positivas e enriquecedoras. Portanto, Fourteen é um drama simples e que, mesmo que pareça não ser aquilo que esperavam, esperem até ao seu ato final para desenvolverem uma opinião.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Catorze

Título Original: Fourteen

Realização: Dan Sallitt

Elenco: Tallie Medel, Norma Kuhling, Lorelei Romani, C. Mason Wells.

Duração: 94 min.

Trailer | Fourteen

Comments