Mini-Reviews TV TV

30 Monedas – Season Finale – 1ª Temporada

30 Monedas Season Finale

CONTÉM SPOILERS DE 30 MONEDAS!

Como já todos sabemos, as produções espanholas estão a ganhar um ênfase tremendo pelos streamers mais famosos. A HBO recrutou o veterano Álex de lá Iglesia e Jorge Guerricaechevarría para trazerem uma série de terror religiosa, onde os atores conceituados Eduard Fernández, Megan Montaner e Miguel Ángel Silvestre tentam aniquilar as forças do mal num vilarejo remoto em Espanha, que começam a ganhar forma assim que uma estranha moeda misteriosa fica na posse de Elena (Montaner). Esta moeda parece remeter aos tempos da inquisição e, por conseguinte, parece ter pertencido ao traidor Judas, o que justifica as aparições do mal. Os protagonistas estão numa corrida contra o tempo para impedir que tudo fique fora de controlo.

30 Monedas Season Finale

O MELHOR:

É difícil não reforçar que Eduard Fernández é um ator muito subvalorizado.

Ele acaba por ser o rosto, alma e aquilo que de melhor conseguimos retirar de 30 Monedas, uma produção frustrada e frustrante da HBO. Os conceitos que a série pretende incutir são interessantes em muitas ocasiões, mas a execução é tão precária que não há forma de nos conseguirmos relacionar com a mesma.

Ainda que hajam algumas experiências paranormais engraçadas e alguns monstros cativantes, 30 Monedas não consegue manter-se coerente na sua extenuante duração (cada episódio excede uma hora) e é demasiado ambiciosa em querer marcar pela diferença. A banda-sonora e a direção de fotografia têm também algum mérito, ainda que a realização seja precária na maioria dos episódios. Portanto, Eduard Fernández, que interpreta um padre desgraçado, acaba por ser o motivo maior e de melhor qualidade de 30 Monedas. E ele, sozinho, carrega a série com a sua prestação azeda e badass que, infelizmente, não é suficiente para a salvar. Se há maldição ou aparição maligna que nos assusta, é séries como esta…

30 Monedas Season Finale

O PIOR:

30 Monedas tem um problema gravíssimo de ritmo, onde tudo parece a correr, entre muitos outros.

É mesmo incomodativo dizer que 30 Monedas parece um exercício óbvio para os espanhóis dizerem: “se os americanos fazem, nós também conseguimos” e este jogo de ambições acaba por destruir o produto por ser demasiado “grande” para aquilo que pode. As performances, em geral, são precárias, com personagens pouco cativantes e totalmente idióticas em determinadas situações. Os efeitos visuais, que nalguns episódios até ajudam, noutros só pioram e o episódio final é um reflexo disto mesmo. Quando não há dinheiro, há que procurar outras estratégias, caro de la Iglesia.

O problema que mais me deixa enervado, é que alguns conceitos e ideias de 30 Monedas são extremamente interessantes, já para não falar que a temática de fundo tinha um potencial gigantesco para ir mais além. Mas com esta execução tão pobre, tão desmedida e tão pretensiosa, o envolvimento com que ficamos acaba por ficar reduzido a 0. Há, inquestionavelmente, potencial aqui; mas quando se tem criadores demasiado ambiciosos por trás é preciso que alguém lhes puxe um pouco para a realidade. 30 Monedas é provavelmente das piores apostas da HBO de sempre. Um exercício que procura igualar clássicos do cinema como The Omen, The Thing, entre outros, mais do que respeitar e utilizá-los como referências. Há tanta mas tanta falta de humildade em 30 Monedas que só de pensar ainda fico mais irritado. Portanto, para não me alongar muito mais, não gastem 30 minutos do vosso tempo sequer com 30 Monedas e afastem-se completamente desta série de terror que, de terror, tem apenas a sua execução.

30 Monedas Season Finale

Estado da Série: STAND-BY

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 30 100 1

30%
Average Rating

30 Monedas é a nova série da HBO espanhola que infelizmente é um fiasco a todos os níveis, ainda que alguns conceitos sejam interessantes. Eduard Fernández consegue carregá-la, mas a narrativa tropeça constantemente e torna-se um horror, literalmente, de se ver.

  • 30%

Comments