Cinema Críticas

Crítica: Locked Down (2021)

Locked Down Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE LOCKED DOWN!

Agora que a pandemia COVID-19 se tornou uma realidade, Hollywood está a tentar aproveitar também o seu mediatismo para criar obras cinematográficas. Pelo bem ou pelo mal, os filmes baseados ou sediados nestes tempos conturbados, vão ser sempre um dado adquirido. Locked Down é o novo que foi lançado na HBO Max e é da autoria do criador Steven Knight, responsável pela série de culto Peaky Blinders, e realizado por Doug Liman, o anfitrião de The Bourne Identity. Esta é a história de Paxton e Linda, que está prestes a separar-se, e num ato desesperado decidem fazer um furto de uma joia preciosa (em plena pandemia) para assegurarem o seu futuro. Depois de problemas laborais em muitas reuniões de Zoom, o casal depressa aprende que ainda têm algo que os une e que poderá uni-los ainda mais como casal através deste assalto. Mas terão sido Linda e Paxton bem sucedidos?

Locked Down Critica de Cinema

Locked Down é um filme quase penoso. É com pesar que reforço a ideia de que os estúdios ainda não estão familiarizados o suficiente com a pandemia para criarem obras que sejam boas com base na mesma. O único que, até agora, soube aproveitar este conceito foi o filme de terror Host, do canal Shudder. Locked Down tem uma dupla fabulosa, com Anne Hathaway e Chiwetel Ejiofor a darem os seus rostos a uma produção sem pés nem mangas. O filme é tão ridiculamente aborrecido que não surte qualquer momento de piada, para além de o seu argumento ser demasiado lento a desenvolver. É um exercício que se mostra preguiçoso em aproveitar-se da situação e em criar algo original através dela. As personagens que vão aparecendo nos diversos ecrãs dos protagonista, desde Sir Ben Kingsley, passando por Ben Stiller e culminando em Mindy Kaling, são totalmente irrelevantes, colocadas lá por efeitos de popularidade, mais do que lhes ser atribuído um caráter funcional.

Locked Down é um desperdício de talento a todos os níveis, e embora haja um certo mérito nas prestações de Hathaway e Ejiofor, este é um daqueles filmes que nunca encontra um local confortável onde assentar, arrastando-se com diálogos pouco envolventes, personagens sem propósito e um enredo que se arrasta durante duas horas sem qualquer necessidade. É pena que estas formas de arriscar num cenário tão novo e tão difícil ainda não tenham conseguido alcançar um estatuto de qualidade… algo compreensível, mas para exercícios como Locked Down, mais vale ficar-se pela ignorância. O que mais me surpreende pela negativa é a escrita de Knight que está a precisar de algum polimento, especialmente na linha que separa o humor e a componente dramática. Pensando que não, por muito boas que as personagens principais sejam, as suas atitudes são altamente questionáveis e somos atirados para um contexto sem muito nexo como se nós fossemos obrigados a perceber aquilo que nos querem dizer sobre as mesmas.

Locked Down Critica de Cinema

Locked Down é um exercício de cinema tão frustrante que chegamos ao fim e sentimos mesmo que foi um desperdício total de tempo. E é uma forma demasiado estranha para se aproveitar da pandemia para criar algo que é mais experimental do que bem estruturado. O cinema tem estes deslizes, mas Steven Knight precisa mesmo de reavaliar o seu processo criativo, porque está a escrever conteúdo mais por entretenimento próprio do que se preocupar com os fãs que acompanham o seu trabalho há já algum tempo.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Isolados

Título Original: Locked Down

Realização: Doug Liman

Elenco: Anne Hathaway, Chiwetel Ejiofor, Dulé Hill, Jazmyn Simon, Katie Leung, Mark Gatiss, Ben Kingsley, Ben Stiller, Sam Spruell, Stephen Merchant, Mindy Kaling, Claes Bang, Lucy Boynton.

Duração: 118 min.

Trailer | Locked Down

Comments