Mini-Reviews TV TV

History of Swear Words – Season Finale – 1ª Temporada

History of Swear Words season finale

PODE CONTER SPOILERS DE HISTORY OF SWEAR WORDS!!!

Nicolas Cage. Este é um ator que, quer se ame quer se odeie, envereda pelos mais variados projetos caricatos. Alguns deles podem ser até surpreendentes (Leaving Las Vegas ou Mandy) enquanto outros conseguem ser mauzinhos (Jiu Jitsu é um dos casos mais recentes), mas o ator entrega-se de corpo e alma a esses projetos. Portanto, a ideia de Cage a apresentar uma série da Netflix sobre palavrões captou o interesse de muita gente. Dito isto, History of Swear Words não é brilhante, mas entretém.

Nesta série documental hilariante de seis episódios apresentados por Nicolas Cage, ficamos a saber um pouco mais sobre seis palavrões populares, abragendo as suas respetivas origens, alterações ao longo dos tempos e o seu impacto na sociedade. Este trajeto é elaborado através de especialistas nos mais variados campos e de alguns comediantes influentes da indústria.

History of Swear Words season finale

O MELHOR:

Se precisam de rir por um bocado, History of Swear Words é uma boa aposta.

Netflix, tal como tantos outros canais ou serviços de streaming, têm o hábito de apostar forte nas séries documentais. Com os documentários de cariz naturais ou true crime a ganharem cada vez mais terreno, torna-se um pouco mais complicado conseguir oferecer uma réstia de originalidade. Por isso, History of Swear Words ganha pontos por apostar algo tão normalizado nas nossas vidas que nem pensamos duas vezes sobre eles: os palavrões.

Claro que seis palavrões não chegam (visto haverem tantos outros por aí), mas cada episódio – focado em cada um deles – consegue trazer uma espécie de visão educacional sobre as mesmas, desde as suas origens até à mudança dos seus significados ao longo dos séculos ou o impacto na sociedade. Alguns destes factos presentes podem não ser tão surpreendentes, mas todo o documentário também se apresenta com um tom leve e que não se deve levar tão a sério. Trata-se de um daqueles projetos que podemos devorar (um pouco mais sobre isso mais à frente) de uma assentada só e ainda de soltarmos algumas valentes gargalhadas a esse custo.

History of Swear Words season finale

History of Swear Words conta, como já devem saber, com Nicolas Cage como o apresentador de serviço, e este é um dos projetos que beneficia da sua energia característica. É uma prestação repleta de exageros e over-acting por parte do ator (tal como bastantes performances dele), mas assentam que nem uma luva para o tema de conversa do documentário. Mais surpreendente nisto tudo, é que Cage não tem uma grande presença de forma geral, mas aproveita cada minuto em que aparece nos nossos ecrãs.

Essa mesma falta de presença no ecrã acaba por dar o devido destaque aos vários convidados presentes ao longo dos episódios. Se precisam de factos, a série mostra-nos o parecer de um punhado de especialistas nos mais variados ramos, como a neurociência, educação, psicologia ou linguística (esta última até já confessou trabalhar para a Merriam-Webster, um dos dicionários mais importantes da língua inglesa!). Estes apresentam os factos possíveis, mas também o fazem com um claro à-vontade e leveza.

Para os risos, History of Swear Words também conta com a presença de diversos comediantes experientes e que partilham as suas experiências com os ditos palavrões. A maioria pode não ser tão conhecida, mas é impressionante incluir nomes sonantes do stand-up comedy como Nikki Glaser, Nick Offerman, Sarah Silverman ou Jim Jefferiesjá para não falar de incluir algumas caras conhecidas dos especiais de stand-up da Netflix (London Hughes teve direito a um especial recentemente!)

History of Swear Words season finale

O PIOR:

Infelizmente, History of Swear Words acaba por ser bastante curto para o gosto pessoal.

Com episódios a rondarem (exatamente) 20 minutos cada, History of Swear Words é uma delícia para se fazer binge-watch; no entanto, isso acaba por pedir por alguns sacrifícios. E uma que se torna bastante aparente é, claramente, a falta de aprofundamento do tema. Fica a ideia de que, com uns minutos extra, a série poderia beneficiar ao ir um pouco mais longe.

Mas também há que apontar o dedo à própria temática em si. Não tem nada a haver com uma possível controvérsia (afinal, é sobre palavrões), mas sim com a própria longevidade da mesma. Claro que isto é um defeito subjetivo, mas pode ficar a ideia de que um documentário completo sobre palavrões pode não ter tanto pano para mangas quanto se possa pensar.

History of Swear Words season finale

History of Swear Words pode não ser para todos, e também é relativamente curto para quem quer passar horas a fio à frente do ecrã. Mas, que fique bem patente que, além de educacional, é engraçada o suficiente para incutir em nós uma sensação de curiosidade.

Podem ler outras Mini-Reviews aqui.

Estado da série: STAND-BY

0 70 100 1
70%
Average Rating

History of Swear Words pode não ser um dos documentários brilhantes que a Netflix nos ofereceu até agora, mas é educacional e engraçada o suficiente para suscitar o nosso interesse coletivo. Além disso, tem Nicolas Cage no seu elemento natural.

  • 70%

Comments