Mini-Reviews TV TV

Chilling Adventures of Sabrina – Series Finale – Parte 4

Chilling Adventures of Sabrina series finale

PODE CONTER SPOILERS DE CHILLING ADVENTURES OF SABRINA!!!

Chilling Adventures of Sabrina era uma daquelas séries que teve um certo potencial, trazendo uma das bruxinhas mais famosas da televisão numa versão mais aterrorizante que o habitual. Infelizmente, se as partes sequentes deixaram algo bem patente, é que depressa caiu no mundo do exagero e da soap opera, ainda que tenha alguns bons momentos. Portanto, pode-se dizer que as expectativas para quarta – e última – parte da série da Netflix não estavam propriamente altas. Mas ainda assim, no limiar entre o final de 2020 e o início de 2021, a série trouxe consigo algo surpreendente: uma das suas melhores temporadas até à data!

Esta quarta parte toma lugar pouco tempo depois da parte anterior, com Sabrina (Kiernan Shipka) a dividir-se em duas Sabrinas, uma a viver a sua vida de adolescente em Greendale e a outra a viver como a nova Rainha do Inferno. Não só terão as duas de lidar com as consequências desta divisão, mas também terão de lidar com o regresso do Padre Blackwood (Richard Coyle), que trouxe consigo oito terrores sobrenaturais, que prometem destruir o universo com a sua chegada.

O MELHOR:

Para o melhor ou para o pior, Chilling Adventures of Sabrina encerra as suas aventuras com uma das suas melhores temporadas até à data.

Grande parte desse fator reside na presença dos terrores sobrenaturais, que apresentam uma série de desafios para os heróis da série para tentar superar. A sua presença pode variar conforme o orçamento disponível – por exemplo, o primeiro terror, a Escuridão, apresenta-se como um grupo de mineiros que aterrorizam a cidade, ao passo que o último, o Vazio, toma uma abordagem mais abstrata – mas os riscos em si inerentes não deixam de se fazer sentir, apresentando uma abordagem que não se apresenta como “fácil”, em comparação com os desafios anteriores.

A presença dos terrores em Greendale não só exaltam o novo tipo de perigos que os seres sobrenaturais terão de enfrentar, mas também trazem consigo uma boa dose de character development para algumas das caras mais importantes. Um dos melhores exemplos disso é o de Sabrina que, apesar de ainda cometer algumas ações questionáveis, já começa a nutrir sentimentos de responsabilidade, ao mesmo tempo que Nick (Gavin Leatherwood) começa a esforçar-se para redimir dos seus atos passados. Estes são apenas alguns dos exemplos que esta quarta parte consegue proporcionar, mas ainda há outras personagens que incorrem nos seus arcos pessoais no mínimo curiosos.

Mas acima de tudo, e sabendo que esta é a sua conclusão, Chilling Adventures of Sabrina sabe, pelo menos, como se divertir. Isso torna-se mais aparente conforme o desenrolar desta parte, que mostra o seu lado criativo. Por exemplo, os números musicais presentes já não se mostram tão intrusivos, ao ponto de ser um episódio que conta com uma Batalha de Bandas, ou então uma realidade perversa em que o vilão é o vencedor (em retrospetiva, não é necessariamente uma ideia nova), ou um universo paralelo em que a série é, bem, uma série (inclusive com um par de cameos do mundo de Sabrina The Teenage Witch)… Valendo o que vale, pelo menos sabe como se divertir consigo mesma e como saber divertir os fãs da série!

O PIOR:

Ainda assim, existem aqui algumas falhas que tornam Chilling Adventures of Sabrina um exercício mental.

Tal como já foi testemunhada em partes anteriores, o maior foco num punhado de personagens significa também que há outros que não recebem o mesmo tempo de antena ou, no pior dos casos, os guionistas não sabem bem o que fazer com eles. O elenco humano, por exemplo, é um dos exemplos de, depois de tamanho potencial, simplesmente “está lá”. Existe o caso da mudança do status de Roz (Jaz Sinclair), que só muda as suas circunstâncias e pouco mais.

A maior parte das performances aqui vistas continua a circular no exagero e nas péssimas decisões, já para não falar do último episódio que, depois de tanto burburinho, ainda é capaz de deixar muita gente com o pé atrás.

Mas, vendo pelo lado positivo, Chilling Adventures of Sabrina conseguiu encerrar o seu ciclo com uma parte que, apesar das suas falhas, conseguiu superar as suas antecessoras, dando-nos um maior riscos, jornadas pessoais interessantes e, acima de tudo, diversão genuína. É uma pena que tenha sido cancelada – ainda por cima, havia planos para um crossover com Riverdale – mas pelo tem uma sensação de conclusão.

Podem ler o que achámos da terceira parte da série aqui.

Estado da série: CANCELADA

0 73 100 1

73%
Average Rating

Apesar de não ser propriamente uma série brilhante, Chilling Adventures of Sabrina ganha direito a uma conclusão nos seus próprios termos. Também ajuda que a sua parte final consiga proporcionar diversão.

  • 73%

 

Comments