Cinema Críticas

Crítica: The Cable Guy (1996)

The Cable Guy Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE CABLE GUY!

Sei que muitos são fãs de Jim Carrey e dos seus registos cómicos, mas sou dos poucos que concorda apenas que este é um ator de comédia que assenta apenas nalguns registos extravagantes, como The Mask ou Dumb & Dumber. The Cable Guy é um filme desprezível, sem qualquer conteúdo e que satiriza algo que devia ser tratado com um pouco mais de seriedade. É um filme desprovido de comédia, com personagens exageradas e/ou cliché que não tornam a experiência melhor… muito pelo contrário.

The Cable Guy Critica de Cinema

Um técnico de cabo com graves distúrbios mentais tenta forçar uma amizade com um jovem designer que está a passar por uma rutura amorosa difícil, e começa a atormentá-lo ao tentar infiltrar-se na vida do mesmo, tornando-se um “melga” constante e a surgir em momentos inconvenientes. The Cable Guy é aquele filme que não devia existir por muitos fatores. E porquê? Porque goza descontroladamente com a doença mental duma forma insultuosa e sem o mínimo de cuidado. É também um produto insensível perante muitas situações e que as ridiculariza através de um Carrey fora de controlo e de temperamento volátil, que força tanto a sua prestação que se torna podre e ofensivo. Nem mesmo as restantes personagens conseguem ter uma conduta compreensiva, sendo elas mesmas exemplos de paródia humana sem graça.

Os momentos que, para uns, são significado de comédia fácil e sem grande criatividade, para outros chegam mesmo a ser incomodativos pelos exageros que são atribuídos à personagem de Carrey. Se o filme procurasse incutir uma mensagem mais significativa por trás de todos os devaneios pouco aceitáveis que Ben Stiller atribui à personagem principal, talvez conseguisse ser algo até bastante prazenteiro. No entanto, é pelas escolhas mais absurdas e mais idiotas que The Cable Guy se torna num clássico de comédia pouco eficaz e que chega, a certo ponto, a ser revoltante. Hoje em dia (e mesmo nos anos 90) já havia uma certa sensibilidade das equipas criativas em fornecer ao espectador mensagens claras de redenção, de procura por ajuda para quem se sabe não ser estável psicologicamente, mas The Cable Guy utiliza isso para enaltecer um tipo de comédia disparatada que não tem qualquer intenção de dar camadas humanas à realidade do seu foco.

The Cable Guy Critica de Cinema

É uma pena que sejam usados bons atores para algo tão fútil, tão parvalhão e onde a comédia acaba por não surtir o efeito desejado. Se os fãs de Carrey apoiam este tipo de cinema do mesmo, então não conhecem verdadeiramente o potencial da estrela, já que ele é mais do que a soma das suas partes. Este é um ator que tem a capacidade única de uma expressividade que devia ser utilizada num contexto mais concreto e preciso e não ser veiculada para satirizar de forma cruel uma porção populacional que precisa mais de ajuda do que ser gozada sem escrúpulos.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: O Melga

Título Original: The Cable Guy

Realização: Ben Stiller

Elenco: Jim Carrey, Matthew Broderick, Leslie Mann, Jack Black, George Segal, Diane Baker, Ben Stiller, Eric Roberts, Janeane Garofalo, Andy Dick.

Duração: 96 min.

Trailer | The Cable Guy

Comments