Cinema Críticas

Crítica: Dashing in December (2020)

Dashing in December Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE DASHING IN DECEMBER!

Estamos naquela altura em que os filmes acabam por adquirir um tom mais alegre e mais festivo, e que começa finalmente a abrir portas àqueles que viveram sempre nas sombras de alcançarem sucesso numa época tão competitiva para as artes audiovisuais. Dashing in December acompanhar a história de Wyatt, um empresário de sucesso, que vai festejar o Natal ao rancho da sua família no Colorado com a sua mãe Deb. Ausente durante anos, Wyatt tenta convencer Deb a vender o rancho, mas um amor entre ele e o sedutor tratados de cavalos Heath Ramos começa a brotar.

Dashing in December Critica de Cinema

Dashing in December é aquele filme natalício gay que procura rivalizar com Happiest Season, que estreou no mês passado. Mas infelizmente não consegue ser algo mais especial devido ao tipo de formato específico em que está filmado. Enquanto que Happiest Season explorar determinadas camadas sobre as personagens, Dashing in December é demasiado leve e preocupado em romantizar os seus problemas. Acaba por ser um filme onde os clichés não deveriam entrar, já que este é um filme histórico na televisão americana. Nem tudo é mau, já que a química entre os protagonistas Peter Porte e Juan Pablo Di Pace é bastante notória, e as suas interações acabam por ser o melhor que o filme tem. Enquanto que a maioria das personagens é deixada à sombra da bananeira, quer Porte, quer Di Pace, têm algumas características interessantes que atribuem às personagens e as tornam apetecíveis aos olhos do público.

No entanto, Dashing in December não tem muito por onde fugir e infelizmente isso é notório pela fraca exposição das restantes personagens, dos clichés saturantes que entram do início ao fim, uma intenção natalícia adorável, mas com uma execução muito pobre. Embora reconheça que este tipo de cinema é exclusivo para quem aprecia novelas, há toda uma parte que tem de ser reconhecida e Dashing in December pode não ser uma preciosidade, mas tem uma missão importante nos dias que correm e tem alguns momentos que irão fazer-vos esboçar um sorriso. Mas claro, não esperem por nada que vos deixe surpreendidos porque não há muito que se possa aproveitar… mas ainda assim, é um filme prazenteiro para verem em família com a lareira no seu auge e poderem celebrar o espírito natalício sem aquela sensação de filme ambicioso.

Dashing in December Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Dashing in December

Título Original: Dashing in December

Realização: Jake Helgren

Elenco: Peter Porte, Juan Pablo Di Pace, Andie MacDowell, Caroline Harris, Carlos Sanz, Katherine Bailess, Nate Bynum.

Duração: 88 min.

Trailer | Dashing in December

Comments