Cinema Críticas

Crítica: The Island (2005)

The Island Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE ISLAND!

Michael Bay é aquele cineasta que, por norma, utiliza a ação desmiolada para ganhar uns valentes trocados. É um que tanto irrita alguns, como deslumbra outros. Tem toda uma compostura pouco ética no tratamento dos seus filmes é totalmente um ícone para aquela porção populacional que se diverte no cinema com explosões fáceis e corridas de veículos espampanantes e com uma cilindrada que parece saída da ficção científica. É um realizador que tem um vasto leque de defeitos, mas que, aqui e acolá, ainda consegue surpreender pela positiva.

The Island Critica de Cinema

Quando Bay não tem um material pobre ou, pelo menos, que contenha algum conteúdo mais relevante, até acaba por conseguir utilizar o seu registo de forma aprazível e garantir que o filme não se torne as ruínas ou escombros das suas muitas explosões. The Island é um desses casos. É uma história interessante de um clone que vive numa base laboratorial e que, durante toda a sua existência, foi programado a seguir a rotina específica desta sua casa onde homens e mulheres não podem estabelecer laços maiores do que uma simples amizade, onde não pode haver proximidade física e onde estão proibidos de questionar a sua existência. O mundo como o conheciam foi vítima de uma contaminação global e os últimos humanos vivem, portanto, neste lugar protegido. O único objetivo que têm, é aguardar por saírem vitoriosos duma lotaria que os leva para “A Ilha”, o último paraíso para a humanidade. Mas assim que Lincoln Six-Echo descobre aquilo que isto verdadeiramente significa, consegue escapar desta fortaleza com a sua amiga Jordan Two-Delta e ambos têm de fugir num meio que desconhecem das forças que os caçam furtivamente.

The Island é uma obra visual extremamente gratificante, ainda que Bay não se consiga conter por momentos e torna algumas situações exageradíssimas, como já o conhecemos. Ainda que não dê para tapar os olhos deste ego megalomaníaco do realizador em ser mais espalhafatoso, The Island articular uma narrativa interessante e tem personagens carismáticas, lideradas por Ewan McGregor e Scarlett Johansson. Enquanto peca nalgumas sequências, Bay consegue ser comedido noutras, e esse é o maior trunfo que o filme tem. A ação é quase sempre muito ritmada, não dando ao público momentos de descanso. É um filme sobre descoberta, conhecimento e identidade; uma luta pela liberdade e pela compreensão do mundo. Se Bay não fosse tão exagerado, The Island conseguia mesmo ascender a um patamar superior, já que a maioria dos seus atos são muito competentes e apostam numa fuga credível e repleta de intensidade.

The Island Critica de Cinema

A banda-sonora de Steve Jablonsky é magnífica e causa uma palpitação ainda maior. Para além disso, toda a componente técnica, desde o som aos efeitos visuais, é muito apelativa e utiliza recursos que nos transporta para o meio da ação… até àqueles momentos em que Bay tem que provar a si mesmo que é um (peço desculpa pela expressão) “um gajo todo dread e que curte cenas mais à frente e mais futuristas e irrealistas”. Não costumo utilizar este tipo de linguagem nas minhas críticas porque tenho mais habilitações que isto, mas infelizmente é tudo aquilo que consigo expressar perante as patetices deste cineasta. Ainda que The Island se destaque dos seus filmes por haver um controlo maior das suas ambições supérfluas, Michael Bay tem ainda que ganhar um pouco mais de humildade e centrar-se mais nas personagens do que na ação que as rodeia. Tudo é importante no cinema e o nosso envolvimento com ele depende de como nós, enquanto público, nos revemos nele. The Island é um entretenimento fantástico, com um elenco fabuloso e uma história cativante. Tem momentos de ação muito bons, mas outros extremamente exagerados e que baixam a sua qualidade.

É também um produto que aposta numa ficção científica plausível e cativante, deixando-nos a querer saber mais sobre ela. Pode não ser um filme de referência que, de facto, não o é, mas The Island tem todos aqueles elementos que nos deixam deslumbrados com o alcance do cinema em termos criativos, mas é também um filme muito ambicioso por ter o realizador que tem e estas ambições acabam por não o tornar ainda melhor do que aquilo que poderia ser.

The Island Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Ilha

Título Original: The Island

Realização: Michael Bay

Elenco: Ewan McGregor, Scarlett Johansson, Djimon Hounsou, Sean Bean, Steve Buscemi, Michael Clarke Duncan, Ethan Phillips, Brian Stepanek.

Duração: 135 min.

Trailer | The Island

Comments