Cinema Críticas

Crítica: Sleepy Hollow (1999)

Sleepy Hollow Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE SLEEPY HOLLOW!

Existem determinados filmes que estão definitivamente talhados para realizadores específicos. Desde tenra idade que Tim Burton me fascinou. Era aquele cineasta que se escondia nas sombras e que dava asas à sua imaginação. Atribuía visuais sinistros mas muito próprios e conferia aos seus filmes um toque muito pessoal e que na sua altura era único e carismático. Um desses filmes que se imortalizou foi Sleepy Hollow, onde o inspetor Ichabod Crane se desloca à terra que dá nome ao filme, para investigar uma série de homicídios onde as vítimas foram decapitadas. É ao chegar a este local que Ichabod desvenda algo mais do meros assassinatos aleatórios, descobrindo uma conspiração sinistra com muitas reviravoltas.

Sleepy Hollow Critica de Cinema

Sleepy Hollow é um daqueles registos que não pode, nem deve, ser levado com uma seriedade fora do vulgar. A génese da sua história tem sempre um suave tom cómico que se reflete, não só na caracterização das personagens, como no próprio desenvolvimento da história. É o alimento perfeito para um cineasta visualmente diferente faminto como Burton. A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, como é mais conhecida, é a temática perfeita para Burton dar asas à criatividade e torná-la icónica aos nossos olhos. Vista pelos olhos de um Johnny Depp tosco, que mais tarde veio a rematar a sua carreira neste estilo com Pirates of the Caribbean, a história de Sleepy Hollow está repleta de um provincianismo macabro, onde as personagens secundárias estão camufladas por intenções questionáveis mas de aparência algo labrega. É um sumo apetecível para um registo semelhante a Addams Family, mas que envolve uma quantidade de sangue mais sustentável para apimentar um pouco as coisas.

Claro que o filme não é perfeito e o seu desenvolvimento acaba por culminar num final apressado e muito hollywoodesco, mas é um serão magnífico onde Burton nos leva por mais alguns dos seus devaneios artísticos que assentam que nem uma luva à exposição visual da temática. É precisamente por ser o realizador certo para o tipo de filme certo, que Sleepy Hollow se torna uma viagem alucinante e extremamente divertida e que combina na perfeição o humor com o terror, utilizando como veículo as suas caricatas personagens e trabalhando com um certo ritmo excêntrico o desenrolar da narrativa. Isto torna a obra mais imprevisível e mais vincada no seu próprio estilo.

Sleepy Hollow Critica de Cinema

Para além de Depp, temos todo um elenco de atores famosos e que estavam no auge da sua carreira, especialmente uma jovem Christina Ricci, uma magnífica Miranda Richardson, e um maquiavélico Christopher Walken, fora muitos outros que são do conhecimento geral dos cinéfilos. Todos eles são tratados com um certo grau de mistério e de atitudes duvidosas, numa consequente jogada de Burton e do argumentista Andrew Kevin Walker de confundir o espectador na missão de desvendar o grande mistério que circunda a história. Para além disso, há que mencionar toda a parte técnica infalível, desde a banda-sonora de Danny Elfman, passando pela direção de fotografia de Emmanuel Lubezki, o guarda-roupa adequado de Colleen Atwood e, acima de qualquer outro aspeto, o design de produção deslumbrante de Rick Heinrichs. É toda aquela equipa habitual de Tim Burton que eleva Sleepy Hollow a um patamar de referência, porque sem ela, tornar-se-ia um produto banal.

É bom ver que este tipo de clássicos mais underdogs é agarrada pela Netflix para entregar a um maior número de gerações, aquela matéria que faz os olhos da geração de 90 brilhar e que conheçam o verdadeiro génio de Tim Burton sem se focarem nas suas obras mais recentes que são absolutamente esquecíveis.

Sleepy Hollow Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça

Título Original: Sleepy Hollow

Realização: Tim Burton

Elenco: Johnny Depp, Christina Ricci, Miranda Richardson, Michael Gambon, Casper Van Dien, Jeffrey Jones, Richard Griffiths, Ian McDiarmid, Michael Gough, Christopher Walken, Marc Pickering, Lisa Marie, Steven Waddington, Claire Skinner, Christopher Lee, Alun Armstrong.

Duração: 105 min.

Trailer | Sleepy Hollow

Comments