Cinema Críticas

Crítica: The Stand In (2020)

The Stand In Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE STAND IN!

Drew Barrymore anda ausente dos grandes ecrãs eis que regressa num papel duplo, onde interpreta Candy Black, uma atriz de comédia desgraçada pela sua má conduta nos bastidores, e que é salva pela sua substituta, de nome Paula. Paula acaba por assumir-se como a atriz e começa a ser demasiado ambiciosa e a apoderar-se de todos os aspetos da vida de Candy, e começa a aperceber-se que não está assim tão preparada quanto isso.

The Stand In Critica de Cinema

The Stand In tem um conceito engraçado, de facto. É um filme que tinha a oportunidade de trazer a Drew Barrymore um regresso excelente aos ecrãs, mas torna-se demasiado formulaico e pouco credível, fazendo com que a história perca força e se ridicularize a si mesma. Não tem propriamente um tipo de comédia interessante e, embora Barrymore consiga surpreender, não é suficiente para salvar o filme. A verdade é que há todo um pretensiosismo em querer marcar pela diferença e uma falta de sensibilidade por parte da realizadora em simplificar a narrativa. Se The Stand In se focasse nas suas questões mais interessantes, talvez o filme conseguisse ser mais cativante.

O problema é que, para além das personagens não terem camadas éticas nenhumas, as secundárias estão reduzidas a meros adornos. Não há muito a reter de The Stand In e, de alguma forma, o filme tinha a obrigação de entregar uma história sobre humildade e redenção que ficou reduzida a circunstâncias e a valores que mudam subitamente sem algo propriamente palpável. Por muito que este regresso de Barrymore seja aprazível, não é com The Stand In que ele se torna melhor, e muito se deve ao material argumentativo que não consegue ser credível o suficiente para nos deixar minimamente interessados na sua narrativa e nas suas personagens.

The Stand In Critica de Cinema

É pena que Hollywood continue a tentar suavizar o seu lado mais negro e explosivo com histórias pouco emocionais e pouco realistas. The Stand In é um filme que se apodera da sua estrela e a utiliza como meio para mostrar que Hollywood não é apenas um meio cruel e que há sempre espaço para redenção. E esta mensagem faria todo o sentido se não fosse uma brincadeira de mau gosto onde não há redenção nem um pedido de desculpas sentido, mas sim uma piada fracassada de que todos somos substituíveis nem que seja por uma sósia física que em termos de personalidade se vê à distância que não é a pessoa em questão.

Por esta fraca exploração da sua temática e das suas personagens, The Stand In assume-se como um exercício que não tem as suas motivações claras e prefere adotar um tom mais parolo que acaba por o conduzir à desgraça e não trazer nada de significativo para o público.

The Stand In Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Substituta

Título Original: The Stand In

Realização: Jamie Babbit

Elenco: Drew Barrymore, Michael Zegen, T.J. Miller, Holland Taylor, Michelle Buteau, Teddy Coluca, Andrew Rannells, Wendy Meredith, Ellie Kemper, Richard Kind.

Duração: 101 min.

Trailer | The Stand In

Comments