Cinema Críticas

Crítica: Sin City (2005)

Sin City Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE SIN CITY!

Nunca tive Robert Rodriguez em boa consideração… muito porque é um daqueles realizadores pipoca que quer definir o seu estilo e esquece-se de contar uma história sem pretensiosismos. Era uma característica dele que sempre vi com olhos duvidosos, até que me apercebo que há certos registos onde a ambição de Rodriguez assenta que nem uma luva. Sin City é esse registo. Um conto adaptado da banda-desenhada de Frank Miller e que se divide em três fábulas principais onde acompanhamos John Hartigan, Marv e Dwight McCarthy pelas ruas e becos da cidade do pecado, tentando fazer justiça pelas próprias mãos numa cidade imperdoável e impetuosa.

Sin City Critica de Cinema

Sin City é uma das mais fiéis (se não a mais fiel) adaptação de uma banda-desenhada, onde os diálogos quase que permanecem inalterados das páginas originais. É também um exercício que capta toda a essência visual de um livro aos quadradinhos, algo que, até então, não existia em cinema. É um noir encantador, com cores que se realçam sobre o decadente preto e branco. As personagens são deliciosas, repletas de particularidades específicas que as tornam fantásticas aos olhos dos espectadores. Para além disso, a própria cidade age como uma personagem, sendo ela a causadora de todo o pesar que se abate sobre os vários protagonistas. O elenco é infalível, com destaques óbvios para Bruce Willis, Mickey Rourke e Clive Owen, para além de uma sensual Jessica Alba que conquista desde o início… little Nancy Callahan! Mas acima de qualquer outro aspeto, Sin City torna-se uma obra única de cinema pelos seus visuais exigentes e diferentes de tudo o que foi feito em cinema até ao presente dia. Rodriguez alia-se a Miller e convida Quentin Tarantino para criarem uma adaptação atípica de uma banda-desenhada que é tão rica e tão preciosa.

Sin City é todo um expor de personagens moribundas, que vagueiam pela vida sem rumo. É todo um absorver dos clichés mais óbvios do género noir e dar-lhes um toque moderno. É uma recompensa de que, na vida, devemos dar valor às pequenas coisas que muitas vezes negligenciamos; um realçar de que nunca devemos “julgar um livro pela sua capa” e que talvez as pessoas que menos esperamos são as que mais nos surpreendem. Por isso é que Sin City é uma obra contemplativa, com imensos triunfos visuais e metafóricos. É caso para dizer que este é um caso de “clássico instantâneo” que foi bastante injustiçado na altura do seu lançamento. E, acima de qualquer outra coisa, o meu respeito por Robert Rodriguez começou a crescer e, mesmo não sendo, no seu geral, o meu cup of tea, passarei a avaliar com outros olhos o seu estilo. Há todo um conjunto de elementos que fazem de Sin City uma obra intemporal e uma que revoluciona o design prático das adaptações aos quadradinhos.

Sin City Critica de Cinema

É neste pesar das personagens, neste frenesim de estar no lado correto da lei e do fazer justiça pelas próprias mãos numa cidade em que não existe escapatória de um destino positivo, que faz com que Sin City seja uma obra-prima sobre a inegável sede de uma sociedade que prefere aniquilar-se do que se entender. Algo que é escasso no cinema hoje em dia e que faz a diferença toda em contar boas histórias. É uma pena que a sua sequela não tenha chegado aos calcanhares do primeiro filme e só daqui a um tempo é que terei coragem de a rever. Até lá, vou-me ficando por estas obras contemplativas e ricas que definiram este século como um dos mais ricos em termos visuais.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Sin City: A Cidade do Pecado

Título Original: Sin City

Realização: Robert Rodriguez, Frank Miller & Quentin Tarantino

Elenco: Jessica Alba, Devon Aoki, Alexis Bledel, Powers Boothe, Jude Ciccolella, Rosario Dawson, Benicio Del Toro, Michael Clarke Duncan, Tommy Flanagan, Rick Gomez, Carla Gugino, Josh Hartnett, Rutger Hauer, Greg Ingram, Nicky Katt, Jaime King, Michael Madsen, Clark Middleton, Frank Miller, Brittany Murphy, Nick Offerman, Clive Owen, Mickey Rourke, Marley Shelton, Nick Stahl, Scott Teeters, Makenzie Vega, Arie Verveen, Patricia Vonne, Bruce Willis, Elijah Wood.

Duração: 125 min.

Trailer | Sin City

Comments