Cinema Críticas

Crítica: Monsters of Man (2020)

Monsters of Man Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE MONSTERS OF MAN!

Existem tentativas que, por mais interesse que possam ter, não conseguem superar as dificuldades orçamentais que lhes são impingidas. Monsters of Man tinha a oportunidade de ser um blockbuster interessante, se fosse resgatado por um dos mega estúdios de Hollywood. É uma produção australiana, realizada por Mark Toia, e que consiste numa missão militar que corre mal na fronteira entre o Camboja e o Vietname, onde robots controlados pelo homem aniquilam uma aldeia. Os poucos sobreviventes lutam pelas suas vidas, enquanto os corporativos perdem o controlo das suas máquinas.

Monsters of Man Critica de Cinema

Monsters of Man tem um argumento cativante, mas atores péssimos e uma execução barata que não lhe faz justiça. É um filme que gastou o caché a trazer Neal McDonough (o único ator conhecido) para lhe dar um pouco mais de brio, mas que falha redondamente em dar realismo e credibilidade à sua temática. É um filme que se esforça tanto para superar as suas dificuldades… e Toia tenta a todo o custo manipular a câmara para diversificar o filme e dar-lhe um pouco de charme próprio. Mas as tentativas são frustradas, assim que o público tem noção da precariedade dos efeitos visuais e, acima de tudo, do pobre elenco que compõe as suas personagens. E talvez os efeitos visuais baratos não sejam o seu maior problema… é mesmo a pobre escolha de casting.

Monsters of Man tem um elenco inexperiente, mecânico e pouco talentoso. As personagens são ridicularizadas pela falta de profissionalismo e isto compromete todo o nosso envolvimento com o mesmo. A ideia, em si, ou o seu conceito primário, acaba por ser interessante para um blockbuster de verão, muito na linha de um Terminator na selva. Mesmo não sendo original, é percetível pelos diálogos que essa é a ambição do realizador… e que este tentou a todo o custo financiamento para este filme que tem, igualmente, uma duração de blockbuster. Mas o resultado é penoso, visualmente precário, e personagens básicas interpretadas por atores igualmente básicos.

Monsters of Man Critica de Cinema

O cinema é feito de boas intenções muitas vezes e a dedicação de alguém para trazer o seu trabalho mais estimado à vida deve ser valorizada. Pena é que Mark Toia não teve a melhor equipa a trabalhar consigo e que isso tenha tornado o seu projeto de estimação em algo corriqueiro, foleiro e sem alma.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Os Monstros do Homem

Título Original: Monsters of Man

Realização: Mark Toia

Elenco: Neal McDonough, Brett Tutor, Jose Rosete, David Haverty, Paul Haapaniemi, Ryan Hough, Ly Ty.

Duração: 131 min.

Trailer | Monsters of Man

Comments