Cinema Críticas

Crítica: Tremors (1990)

Tremors Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE TREMORS!

Como sabem, sou um fã gigantesco de monster movies e talvez um dos que mais influenciou essa paixão em particular foi Tremors, com Kevin Bacon e Fred Ward. Se nunca viram, então recomendo vivamente. É um filme curtinho, de série B, com um coração gigantesco, gargalhadas constantes e monstro extremamente assustadores e bem conseguidos. A pequena vila de Perfection nunca enfrentou um perigo tão grande, especialmente depois de alguma atividade sísmica irregular despertar minhocas gigantes e carnívoras que começam a caçar os habitantes um a um. No entanto, “quem vai à guerra dá e leva” e estes Agarróides não sabem o que lhes espera!

Tremors Critica de Cinema

Tremors é um filme genial, que tem tudo aquilo que precisamos para ficarmos entretidos, especialmente pela qualidade da sua filmagem e dos efeitos práticos que o realizador Ron Underwood consegue criar. Há todo um cenário que permite que Tremors ascenda a algo superior dentro de um género que ganhou a sua maior fama nos anos 90 e deu origem a um franchise que ainda possui imensos fãs por todo o mundo. As personagens são deliciosas no seu geral, vincadas com um estilo hillbilly que assenta que nem uma luva no contexto. Kevin Bacon e Fred Ward são uma dupla carismática e o facto de Tremors não se ficar pelos clichés romancistas típicos de filmes deste tipo, torna-o ainda mais aprazível e divertido. Para além disto, há todo um rol de piadas que surtem um efeito magnífico e imortalizam estas personagens num contexto aparentemente banal de sobrevivência.

Mesmo que, no seu geral, Tremors não seja uma obra-prima, especialmente porque não consegue explicar totalmente o que são os Agarróides e de como vieram parar à tão “movimentada” Perfection, é uma pérola única de um estilo de cinema que foi quase sempre menosprezado. Os monstros são criados com recurso à robótica e mecânica e todos os efeitos visuais cingem-se maioritariamente a maquilhagem credível. Há todo um elemento de tensão que, mesmo pendendo para a comédia, é digno de pesadelos e as doses de adrenalina disparam a cada perseguição. Tremors tem as doses equilibradas de todos os géneros que abrange, proporcionando uma aventura extraordinária em tão pouco tempo.

Tremors Critica de Cinema

E talvez o facto de não enveredar muito por teorias científicas chatas e de se deixar levar pela sua própria idiotice, o torne tão especial. Mesmo que as personagens estejam lá meramente para servirem de apoio à carnificina dos Agarróides (melhor legenda em português, de facto, não podia haver), elas são carismáticas dentro dos seus estereótipos propositadamente exagerados. Tremors é irreverente, despreocupado e tem tanto de aterrador quanto de hilariante e isso resulta na perfeição num filme que é inteligente em não querer ser mais do que aquilo que pode. Confesso que nunca me dei ao trabalho de ver as sequelas, cujo protagonista é o grande Burt Gummer, e talvez daqui a algum tempo decida em iniciar uma maratona… mas o meu receio em me fartar de Tremors é tanto que não vai ser tão cedo.

Portanto, deixem-se levar por um clássico fabuloso, onde nós somos as presas e os predadores, e onde o humor e o terror combinam de forma surpreendente e inesperada. Com uma realização soberba, um elenco talentoso, argumento hilariante, e componente técnica de excelência, behold ladies and gentlemen, a B-movie masterpiece: Tremors!

Tremors Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Palpitações

Título Original: Tremors

Realização: Ron Underwood

Elenco: Kevin Bacon, Fred Ward, Finn Carter, Michael Gross, Reba McEntire, Robert Jayne, Charlotte Stewart, Tony Genaro, Ariana Richards, Richard Marcus, Victor Wong.

Duração: 95 min.

Trailer | Tremors

Comments