Cinema Críticas

Crítica: Voces (2020)

Voces Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE VOCES!

Devo dizer que continuo a ficar espantado com o cinema de terror de nuestros hermanos que, de alguma forma, parece não parar de surpreender. Voces é o mais recente título espanhol na Netflix e acompanha uma família que acaba recentemente de se mudar para uma nova casa, mas o seu membro mais jovem, Eric, começa a ouvir determinadas vozes estranhas que conduzem a uma desgraça. A “Casa das Vozes”, como assim lhe chamam os habitantes da área circundante, esconde muitos segredos tenebrosos e cabe ao patriarca da família procurar ajuda para saber o que aconteceu nessa mesma casa.

Voces Critica de Cinema

Voces é um filme que não é muito original, sim, mas tem uma sequência de eventos interessante. Como já sabemos, o cinema de terror infelizmente acaba por se concentrar geralmente nas mesmas temáticas, mas pode ter sempre um desenvolvimento criativo e diferente do habitual. A história de Voces acaba por ter, de facto, um charme europeu e que está associado inteiramente com a cultura do país. Para além deste aspeto curioso, Voces também acaba por ter prestações convincentes, uma direção de fotografia porreira e uma realização que sabe como mexer com a câmara para nos deixar desconfortáveis e com receio do que se avizinhará.

Mesmo que, no seu geral, esta história surja como algo familiar e que, de alguma forma, pudesse ser desenvolvida com maior profundidade, Voces é muito competente em deixar o espectador incomodado, com sua atmosfera inconstante e repleta de tons escuros e cenários decadentes. É também nas interações das personagens que o filme ganha ainda mais força, mesmo que elas não estejam todas desenvolvidas como pretendido. Depois de um Malasaña 32 bastante surpreendente, Voces acaba por continuar o legado de qualidade da criatividade espanhola em conseguir deixar o seu público a temer um pouco pelas histórias mais arrepiantes que o seu país tem para oferecer. O facto do argumento se ficar por algo simples e por uma execução técnica com qualidade, acaba por elevar o filme e desprendê-lo dos exageros óbvios do género e que é muito comum em filmes norte-americanos. E há que dar um certo mérito pela exploração da mitologia que, mesmo já sendo conhecida de todos, não deixa de nos fazer arrepiar um bocadinho por sabermos que isto pode ter acontecido num passado longínquo, mesmo que em Voces tenha um toque fantasioso.

Voces Critica de Cinema

Portanto, mesmo que Voces não seja uma preciosidade em termos narrativos porque, de facto, não é, não deixa de ser competente a muitos níveis e a proporcionar um serão excelente para quem aprecia um bom conto de terror e ver com os amigos.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Vozes

Título Original: Voces

Realização: Ángel Gómez Hernández

Elenco: Rodolfo Sancho, Ana Fernández, Ramón Barea, Belén Fabra, Lucas Blas, Nerea Barros.

Duração: 98 min.

Trailer | Voces

Comments