Mini-Reviews TV TV

Black Narcissus – Series Finale – 1ª Temporada

Black Narcissus Series Finale

CONTÉM SPOILERS DE BLACK NARCISSUS!

A FX e a BBC aliaram-se para trazer a adaptação Black Narcissus para o pequeno ecrã. É uma obra que acompanha um grupo de freiras que decide restaurar uma antiga sede de concubinas imperial como um convento nos Himalaias, mas aparentemente há algo de muito estranho que vagueia pelos gélidos corredores. Com Gemma Arterton, Alessandro Nivola, Jim Broadbent e a veterana Diana Rigg, que infelizmente pereceu há pouquíssimo tempo, Black Narcissus prometia muito mas, o que entregou, foi muito pouco.

Black Narcissus Series Finale

O MELHOR:

Há toda uma boa gestão performativa ao longo dos três episódios desta minissérie.

Tanto Arterton, como a estreante (que pudemos ver em The Nightingale) Aisling Franciosi, têm aqui papéis extremamente bons, ainda que a composição técnica da série e o argumento não consigam ajudá-las a torná-las memoráveis.

Claro que nem tudo é mau, já que alguns valores de produção sobressaem como o guarda-roupa ou os cenários dentro do convento, mas Black Narcissus tem uma produção muito instável e a sua história necessitava de algo bem maior do que aquilo que foi entregue. É sempre bom também vermos Diana Rigg naquele que será o seu último papel na televisão… pena ter sido o fiasco que foi.

Black Narcissus Series Finale

O PIOR:

A narrativa de Black Narcissus não tem necessidade de se prolongar por três episódios.

Acima de qualquer outra coisa, a minissérie poderia muito bem assentar no formato de cinema e ampliar a sua produção, tendo em si um orçamento maior para que os momentos se tornassem bem mais intensos e credíveis. A escrita de Amanda Coe é pobre em realçar o fator de terror que acompanha a série, ainda que consiga atribuir algumas camadas dramáticas interessantes a algumas das personagens.

O maior problema é toda uma junção melodramática que não encaixa na génese daquilo que é pretendido transmitir. Na parte dramática, Black Narcissus ganha, mas é ao explorar a parte de terror que idioticamente está presente, que tudo cai por terra. A diferenciação de tons de filmagem também não é propriamente muito cativante, já que estamos constantemente a saltitar entre tons escuros e azulados para retratar o frio iminente das montanhas, ao passo que a tela se enche de rosa vivo para realçar a componente mais exótica que está associada à lascividade das concubinas que lá habitavam uns anos antes.

Esta instabilidade fílmica, para além do pouco e quase nulo aproveitamento dos atores Jim Broadbent e Diana Rigg faz com que Black Narcissus seja quase um pecado para a televisão. E é pena que a sua alusão à força divina se tenha desgraçado inteiramente com imagens pouco convincentes de uma possessão fantasmagórica que, de facto, era desnecessária. Se está uma boa adaptação, se calhar fãs da obra literária poderão tirar algum proveito, mas em termos de televisão, Black Narcissus é um registo pobre e sem grande entusiasmo.

Black Narcissus Series Finale

Estado da Série: TERMINADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 32 100 1

32%
Average Rating

Black Narcissus é uma minissérie que prometia algo de diferente, mas que se afunda em problemas de menor importância e com uma tecnicidade que não consegue realçar os seus valores mais interessantes.

  • 32%

Comments