Cinema Críticas

Crítica: The Breadwinner (2017)

The Breadwinner Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE BREADWINNER!

Numa tentativa de ver algo novo depois de estar novamente a rever os 007, dirigi-me à Netflix para um serão mais calmo e fresco. Deparo-me com este The Breadwinner, nomeado ao Óscar de Melhor Filme de Animação em 2018, e decidi iniciar esta viagem. E que viagem! The Breadwinner conta a história de Parvana, uma jovem afegã, que tem de tomar medidas drásticas devido à sociedade machista do Afeganistão, e transforma-se num rapaz para poder arranjar sustento para a sua família.

The Breadwinner Critica de Cinema

É tão, mas tão bonito este conto sobre dor, sofrimento e esperança. The Breadwinner é realizado pela co-realizadora de The Secret of Kells Nora Twomey, uma que certamente não deverá ficar esquecida. A narrativa deste The Breadwinner está repleta de ensinamentos e metáforas geniais, para além de uma evidente crítica social. Numa sociedade machista que oprime da pior forma todo o sexo feminino, é normal que surjam refúgios para conseguir-se lidar com o dia-a-dia. As histórias são, para Parvana e a sua família, o seu escape e permitem-lhes viajar para bem longe da sua realidade assustadora. Outra belíssima característica é que The Breadwinner é um raio de esperança num mundo dominado pela incerteza, conseguindo articular uma característica político-social semelhante a Persépolis e de a tornar numa fábula fortíssima saída de um conto Disney.

A técnica de animação acaba por trazer todas as emoções e aspetos imaginativos da protagonista e torná-los pessoais para nós. Um acontecimento raro nos dias que correm. Para além disto, é louvável que o filme retrate a violência de forma agressiva, para que o espectador perceba uma realidade que está muito longe de ser a sua e de todo o sofrimento de que as mulheres no Afeganistão são vítimas. Mas, apesar de ter toda esta camada significativa de dor, The Breadwinner também encontra ainda alguma alegria nas aventuras de Parvana em ser um rapazinho sorridente e na relação com o seu amigo (que é uma amiga também) Delawor. É triste que temos de fingir sermos outra pessoa para conseguirmos sobreviver numa sociedade que não nos aceita… mas ainda encontrarmos alguma alegria em podermos ser minimamente livres é, de facto, um raio de esperança.

The Breadwinner Critica de Cinema

The Breadwinner é uma das obras mais completas dos últimos anos e é um filme de animação extremamente intenso e repleto de arte e ensinamentos para a vida. Se nunca tiveram curiosidade, então esta é a altura ideal e prometo-vos que The Breadwinner não vos irá desiludir.

“Raise your words, not your voice”

Leiam outras Críticas aqui.

Titulo: A Ganha-Pão

Título Original: The Breadwinner

Realização: Nora Twomey

Elenco: Saara Chaudry, Soma Chhaya, Noorin Gulamgaus, Laara Sadiq, Ali Badshah.

Duração: 93 min.

Trailer | The Breadwinner

Comments