Cinema Críticas

Crítica: Dr. No (1962)

Dr No Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE DR. NO!

E continuamos com as nossas maratonas até ao Natal e está será uma longa! Após ter recentemente falecido, é a nossa homenagem ao extraordinário e versátil Sean Connery e à personagem que o imortalizou no cinema. O intrépido agente secreto 007 vê-se obrigado a ir para a Jamaica onde um cientista pretende aniquilar uma importante missão espacial. Tudo aquilo a que associam James Bond forja-se aqui, neste primeiro Dr. No. Um filme revolucionário de ação que nos entrega uma das mais adoradas personagens britânicas do cinema e da literatura.

Dr No Critica de Cinema

Claro que, para a altura em que foi filmado, Dr. No tem muitas gafes estruturais e especialmente técnicas. É um capítulo que, pelo menos, tem noção das suas limitações e, mesmo com erros ali e acolá a aparecerem por todo o lado, facilmente nos esquecemos deles e somos levados por um filme extremamente charmoso e competente. Com recursos práticos, Dr. No apresenta-nos esta figura tão icónica com uma prestação soberba de Connery, e traz-nos um enredo que vive de diálogos inteligentes e ações palpáveis. É incrível como o charme, o sorriso e a postura descontraída do ator conseguem tornar James Bond numa personagem tão aliciante e tão genuína. Ao seu lado, vemos alguns atores que viram as suas carreiras a catapultarem-se para o estrelato, especialmente a estreante e a primeira bond girl Ursula Andress.

A narrativa de Dr. No tem algo de inteligente, desprendendo-se de revelações “baratas” ou “de caminho fácil” e empurra o vilão para o final, fazendo com que o espectador acompanhe passo a passo aquilo que de tão enigmático e misterioso paira no ar desde o seu começo. É também uma película que tem de apresentar todas as características de uma personagem que irá permanecer até aos dias que correm na memória e corações de fãs por todo o mundo. É algo geracional e que merece um início digno e respeitoso.

Dr No Critica de Cinema

Se, por um lado, a carência de alguns efeitos faz com que Dr. No esteja um pouco aquém das suas capacidades, já a história toma as rédeas e proporciona uma aventura que se foca muito mais no desenrasque dos atores e na habilidade de conquistar o público através de um enredo regido por diálogos e mistérios palpáveis. Realizado por Terence Young, Dr. No é um capítulo inicial muito sólido e que nos traz a tão acarinhada figura de espionagem por quem nos apaixonámos e, de facto, não há como negar que Sean Connery é, definitivamente, o melhor James Bond até aos dias que correm. Não há lugar para discussões nesta temática e vamos ver ao longo destas análises aquilo que todos os atores que se seguiram têm de bom e menos bom. Para já, vou traulitar este tema icónico que se imortalizou na minha mente desde jovem e deliciar-me com todos os clássicos que marcaram o cinema.

Dr No Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: 007 – Agente Secreto

Título Original: Dr. No

Realização: Terence Young

Elenco: Sean Connery, Ursula Andress, Joseph Wiseman, Jack Lord, Bernard Lee.

Duração: 111 min.

Trailer | Dr. No

Comments