Cinema Críticas

Crítica: Jingle Jangle: A Christmas Journey (2020)

Jingle Jangle A Christmas Journey Critica

CONTÉM SPOILERS DE JINGLE JANGLE: A CHRISTMAS JOURNEY!

Natal. Esta é época mágica. Época de partilha, família, de humildade e generosidade. Época onde os sonhos são-nos encaixotados e entregues embrulhados. O cinema foi sempre uma porta para celebrarmos esta altura do ano tão especial para muitos. O novo filme da Netflix Jingle Jangle: A Christmas Journey é um que nos permite festejar e nos chega embrulhado num papel belíssimo, repleto de magia e nostalgia. Esta é a história do criador de brinquedos Jeronicus Jingle e da sua viagem para voltar a acredita nas suas capacidades e na magia que dá vida ao seu trabalho. Depois de ser traído pelo seu aprendiz (e por uma das suas animadas criações) e perder a sua esposa, Jeronicus cai numa depressão que dura anos, perdendo a fé em continuar a criar objetos que alegravam toda a comunidade. Mas a sua neta Journey está determinada em fazê-lo acreditar novamente no seu trabalho e voltar a recuperar a fé na magia.

Jingle Jangle A Christmas Journey Critica

Jingle Jangle: A Christmas Journey é uma produção extremamente adorável. Não é perfeita, de todo, mas tem os elementos certos para nos levar a festejar o Natal pela época tão especial que é. Com canções palpitantes e catchy, prestações bastante competentes por um elenco talentoso e uma produção técnica surpreendente, Jingle Jangle: A Christmas Journey é aquele escape precioso que necessitávamos para este Natal em que, provavelmente, iremos estar todos afastados das nossas famílias. O espírito é aquilo que é mais importante, não fosse o filme absorver características de clássicos como A Christmas Carol ou até mesmo Charlie and the Chocolate Factory e Mr. Magorium’s Wonder Emporium. O filme conjuga estes elementos de forma subtil e sempre com um toque amoroso fresco na sua mensagem.

Claro que há uma certa infantilização a longo prazo e há uma carência em “manter os pés assentes na terra” de vez em quando. Para além disso, há um mau aproveitamento de personagens secundárias a quem lhes é atribuída apenas alguns minutos de canção quando era necessário um desenvolvimento mais interessante. Mas, dentro destes defeitos que, infelizmente, tornam o filme um pouco mais pobre, Jingle Jangle: A Christmas Journey tem os atributos de holiday movie que nos relembram do quão especial é esta época. É realizado de forma muito doce por David E. Talbert (e escrito também) e tem uma banda-sonora extraordinária e canções da autoria de John Legend que o tornam ainda mais mágico.

Jingle Jangle A Christmas Journey Critica

Mesmo que o pequeno Kieron L. Dyer esteja algo à deriva em termos performativos, o espectador facilmente se esquece dos defeitos e deixa-se levar pela magia tão pura e genuína que Jingle Jangles: A Christmas Journey contém em si. Portanto, nesta época festiva que se avizinha, deliciem-se com este conto de Natal que, embora não seja uma obra completa, tem todos os elementos necessários e nas doses certas para vos encantar e ficar a desejar por mais.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Jingle Jangle: Um Natal Mágico

Título Original: Jingle Jangle: A Christmas Journey

Realização: David E. Talbert

Elenco: Forest Whitaker, Keegan-Michael Key, Hugh Bonneville, Anika Noni Rose, Madalen Mills, Phylicia Rashad, Ricky Martin, Justin Cornwell, Sharon Rose, Kieron L. Dyer.

Duração: 124 min.

Trailer | Jingle Jangle: A Christmas Journey

Comments