Cinema Críticas

Crítica: Merantau (2009)

Merantau Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE MERANTAU!

Todos nós temos aquele tipo de ação que apreciamos bastante. Se as gerações dos nossos pais deliravam com Bruce Lee, Jackie Chan ou Jet Li, já a nossa deslumbra-se com artes marciais mais contemporâneas. Nesta vaga de atores que desfilam com os movimentos mais graciosos (e mortíferos) temos Tony Jaa e Iko Uwais. Merantau é o filme de estreia do último e segue uma tradição centenária de que um jovem de uma aldeia, para completar a sua aprendizagem enquanto cidadão, precisa de sair da sua aldeia e encontrar um cargo na cidade de Jacarta. Yuda, então continua a manter esta tradição, e ao chegar a Jacarta depara-se com um órfão e a sua irmã e protege-os das forças de um grupo de tráfico sexual de menores.

Merantau Critica de Cinema

Merantau não é, de todo, um filme original. De facto, segue muito a linha de Ong-bak: O Guerreiro, em que Tony Jaa protagoniza um papel semelhante. A realização de Gareth Evans, que nos trouxe os fantásticos The Raid 1 e 2, é soberba em captar alguma da essência que torna estes filmes centrados nas artes marciais, extraordinariamente empolgantes. As coreografias são excelentes mas o filme não tem mais para oferecer de novo do que precisamente isto.

É um bom exercício de estreia (dentro da área da ação) para Evans e Uwais é magnífico. No entanto, Merantau é muito banal em expor o seu mote e isso faz com que perca força. Os clichés habituais acabam por torná-lo um produto que facilmente desaparece das listas de quem já consumiu tanto deste género de histórias. Não quer dizer que não consiga encontrar algum conforto ao deixar-se levar pela crescente violência e desfrute de um bom serão de entretenimento, mas o espectador acaba por não se envolver com a narrativa como devia.

Merantau Critica de Cinema

Há também todo um problema de orçamento amador que não permite que Merantau seja ainda mais credível e fiel ao estilo que pretende ilustrar. Embora tudo seja ensaiado com perícia e nos deslumbre, Merantau carece de um realismo duma produção digna, precisamente pelo seu orçamento ser reduzido. Ainda assim, não deixa de ser agradável e um filme em que podemos “desligar o cérebro” e sentirmo-nos envolvidos com as sequências de ação frenéticas que são auxiliadas por uma banda-sonora bastante competente.

Portanto, Merantau é, para quem gosta de seguir percursos de realizadores ou atores, um filme que não desilude mas tem aquela marca própria de quem é ainda inexperiente na indústria. Para um começo é bom, mas os resultados posteriores são bem melhores.

Merantau Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Merantau: Guerreiro Nómada

Título Original: Merantau

Realização: Gareth Evans

Elenco: Iko Uwais, Sisca Jessica, Christine Hakim, Mads Koudal, Yusuf Aulia, Alex Abbad, Yayan Ruhian.

Duração: 112 min.

Trailer | Merantau

Comments