Cinema Críticas

Crítica: The Dark and the Wicked (2020)

The Dark and the Wicked Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE DARK AND THE WICKED!

Uma semana após o Halloween chegam alguns filmes de terror à Internet que, de alguma forma, conquistam. Um deles é The Dark and the Wicked, do realizador de The Strangers, Bryan Bertino. A história é simples: dois irmãos deslocam-se até à quinta dos seus pais, sendo que o seu pai está acamado e às portas da morte, e a sua mãe está com devaneios aparentemente psicóticos. No entanto, ambos descobrem que não a situação dos seus pais não é bem aquilo que aparenta ser.

The Dark and the Wicked Critica de Cinema

The Dark and the Wicked é um filme de terror muito competente, com a dose certa de sustos e arrepios. Tem uma atmosfera muito sombria e as imagens substituem a simplicidade do seu cenário e da sua composição narrativa. Com duas prestações soberbas de Marin Ireland e Michael Abbott Jr., The Dark and the Wicked utiliza os recursos mais básicos para proporcionar um serão de horror surpreendente e que nos deixa on edge a todo o momento.

Mesmo que não explore (e que devia explorar) as origens da existência da sua força sobrenatural, o filme consegue trabalhar muito bem o impacto que a perda tem sobre os que estão a sofrer. É um registo interessante, já que The Dark and the Wicked apoia-se mais nas personagens do que propriamente na construção de algo comum e vulgar. E não há, de facto, momentos mortos, já que o filme irrompe desde o início com cenas macabras e imprevisíveis. A sua curta duração também permite que a história não se disperse muito, ainda que careça de uma justificação plausível para o que está a acontecer.

The Dark and the Wicked Critica de Cinema

Ainda que possa assentar na temática já saturada da possessão demoníaca, The Dark and the Wicked cria uma interessante ideia de que o mal é atraído pela dor e pelo sofrimento. A realização de Bertino é extremamente ritmada e, embora peque na escrita, não deixa de conquistar pelo mérito de conseguir condicionar em tão pouco tempo, tantas situações desconfortáveis e que não estamos propriamente a antever. Um filme de terror muitas vezes ganha mais por ser simples do que elaborado. No entanto, era essencial para compreensão do público uma explicação. Sentimo-nos envoltos na temática, mas ficamos sem perceber ao certo o que se está a passar e o porquê.

O medo do desconhecido foi sempre um dos elos mais fortes do cinema de terror. Mas, a certa altura, esse desconhecido tem obrigatoriamente que ser descrito de forma a que o espectador entenda a mensagem que o realizador pretende transmitir. Ainda assim, The Dark and the Wicked é um vencedor nato de inúmeros artifícios que foram esquecidos pela maioria dos filmes do género de hoje e revela-se uma autêntica montanha-russa de acontecimentos imprevisíveis. Algo que, qualquer fã de terror, irá certamente apreciar.

The Dark and the Wicked Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: The Dark and the Wicked

Título Original: The Dark and the Wicked

Realização: Bryan Bertino

Elenco: Marin Ireland, Michael Abbott Jr., Xander Berkeley, Lynn Andrews, Julie Oliver-Touchstone, Tom Nowicki.

Duração: 95 min.

Trailer | The Dark and the Wicked

Comments