Cinema Críticas

Crítica: Safe House (2012)

Safe House Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE SAFE HOUSE!

Ainda há pouco vos escrevia, alegre, a falar de 2 Guns… e voltei a insistir naqueles filmes que ainda não tinha visto de Denzel Washington (já que a Netflix tem vários no seu cartório). Safe House é um dos mais recentes do ator e, desta vez, contracena com Ryan Reynolds, o muito adorado Deadpool. Safe House acompanha um jovem agente da CIA que se vê forçado a ter de tomar conta de um dos maiores traidores da agência para onde trabalha, assim que a casa-forte onde estava a ser interrogado é invadida por mercenários.

Safe House Critica de Cinema

Safe House é um caso em que desilude a maneira como é tão vulgar no seu registo. O estilo de câmara shaky de Daniel Espinosa é muito semelhante à de Tony Scott, Michael Bay e outros ícones cinematográficos, mas a narrativa que a acompanha não justifica o seu uso. De facto, a história de Safe House é demasiado banal e pouco envolvente, caindo num registo recorrente que nada de novo para o cinema traz. Claro que Washington está sempre em alta, revelando-se a melhor adição do filme… mas todo o resto é já “mais arroz” do que conhecemos em filmes de ação de espionagem.

Por norma, a shaky cam costuma proporcionar momentos de adrenalina interessantes e permite um envolvimento mais próximo do espectador com a ação que acompanha. No entanto, em Safe House isso não acontece. Tanto que é um dos principais pontos onde o filme falha, não conseguindo criar o ambiente nem o ritmo que é necessário para criar impacto. Talvez se fosse uma buddy comedy, Safe House conseguisse ser mais agradável… nem mesmo Reynolds consegue suportar um filme com uma seriedade tão desnecessária como a que tem e é renegado a abraçar um papel comum sem liberdade de poder incluir o seu lado mais cómico no mesmo. Há também uma falta de desenvolvimento das personagens, sendo reduzidas ao típico cliché que já conhecemos… sejam elas principais ou secundárias.

Safe House Critica de Cinema

Esta falta de conteúdo ou de uma mensagem que o faça ser mais empático, torna Safe House num produto sem alma, desprovido de uma interação direta do espectador e com uma temática que é igual a muitas outras já produzidas. Falta o mistério de Jason Bourne, o charme de James Bond, a energia de Salt, e aquela complexidade que é tão característica dos filmes de espionagem. Safe House é um filme feito para massas com umas sequências de ação banais e já conhecidas e utiliza o nome dos seus atores para chamar a atenção dos seus fãs. É pena, porque prometia muito mais do que entregou…

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Detenção de Risco

Título Original: Safe House

Realização: Daniel Espinosa

Elenco: Denzel Washington, Ryan Reynolds, Vera Farmiga, Brendan Gleeson, Sam Shepard, Rubén Blades, Nora Arnezeder, Robert Patrick, Liam Cunningham, Joel Kinnaman, Fares Fares.

Duração: 115 min.

Trailer | Safe House

Comments