Cinema Críticas

Crítica: 2 Guns (2013)

2 Guns Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE 2 GUNS!

Sempre fui um fã incondicional de Denzel Washington. Considero-o uma estrela de ação capaz de se transformar constantemente em papéis dramáticos, cómicos e, acima de tudo, exigentes. Obviamente que isto o prende a um determinado estereótipo de estrela de ação, tal como Liam Neeson, mas não deixo de esboçar um sorriso sempre que ele me agracia no cinema com a sua presença. As gerações de 80 e 90 cresceram com Jean-Claude Van Damme, Steven Seagal ou até mesmo Chuck Norris, Sylvester Stallone e Arnold Schwarzenegger… Nos anos 2000, Denzel é um dos nomes mais sonantes e uma das estrelas mais cobiçadas do género.

2 Guns Critica de Cinema

O filme 2 Guns, baseado na banda desenhada de Steven Grant, é uma pérola divertida, que mantém este legado de Washington vivo e ainda lhe adiciona uma estrela de ação em ascensão de nome Mark Wahlberg. A história centra-se em Bobby Tench, um agente da DEA inflitrado, e Stig, um agente dos serviços militares navais, também ele infiltrado, que são parceiros de longa data mas não confiam propriamente um do outro. Esta ligação muda assim que ambos engendram um plano de assaltar um cartel e descobrem que este mesmo estava relacionado com a CIA. Portanto, estão já a imaginar a salgalhada em que estes dois se meteram…

2 Guns não é um filme original nem perto disso, e tem as suas falhas evidentes… mas tem um carisma gigantesco ao unir os dois atores, cuja parceria é extremamente cativante. A sua química permite que o filme saltite entre a ação constante e o humor genuinamente divertido. Captando alguma essência de duplas já conhecidas do cinema, 2 Guns acaba por construir a sua narrativa e satirizá-la de forma não intrusiva. Um dos grandes problemas é a participação de Paula Patton, cuja atuação é tão cringe e má que as suas cenas tornam-se pouco credíveis. Sendo uma figura que, a certa altura, se torna importante no desenrolar da tramoia, Patton prejudica 2 Guns ao ponto de perder alguma da sua credibilidade.

2 Guns Critica de Cinema

Os vilões, que não são propriamente muito elaborados, cumprem os requisitos e é sempre bom ver um dos últimos papéis do falecido Bill Paxton. Mas já que a narrativa não é propriamente aquela “lufada de ar fresco”, 2 Guns utiliza sempre como trunfo na manga a dinâmica entre Washington e Wahlberg para preencher as suas lacunas mais evidentes. Isto resulta num serão de entretenimento fantástico, sem que o espectador se sinta aborrecido. Mesmo não sendo uma preciosidade, é interessante a forma como o filme trabalha os seus clichés e os adapta para algo que parece fresco e novo, mesmo que seja meramente uma ilusão.

Portanto, 2 Guns pode não ser o melhor filme de ação à face do planeta, mas é muito competente, genuinamente divertido e que engloba em si todos os elementos necessários para ficarmos deslumbrados no ecrã.

2 Guns Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: 2 Tiros

Título Original: 2 Guns

Realização: Baltasar Kormákur

Elenco: Denzel Washington, Mark Wahlberg, Paula Patton, Edward James Olmos, Bill Paxton, Robert John Burke, James Marsden, Fred Ward.

Duração: 109 min.

Trailer | 2 Guns

Comments