Cinema Críticas

Crítica: Brawl in Cell Block 99 (2017)

Brawl in Cell Block 99 Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE BRAWL IN CELL BLOCK 99!

Depois de um intenso Bone Tomahawk, decidi dar uma oportunidade à ainda curta carreira do realizador e argumentista S. Craig Zahler. A sua segunda obra é Brawl in Cell Block 99, um filme que conta a história de um antigo lutador de boxe que se dedicou ao tráfico de droga e que, de uma operação que descarrilou rapidamente, vê-se forçado a ir para a prisão. No entanto, o seu cliente (a quem Bradley Thomas ficou a dever milhões depois do sucedido) rapta a esposa e filha ainda por nascer do mesmo, e exige-lhe que aniquile um recluso da penitenciária de segurança máxima Read Leaf, na ala prisional 99.

Brawl in Cell Block 99 Critica de Cinema

Brawl in Cell Block 99 é um filme que tinha tudo para dar certo, já que a escrita de Zahler é hábil e Vince Vaughn entrega uma das suas melhores prestações até ao momento. É um filme duro, mas que tem algumas dificuldades óbvias, maioritariamente orçamentais e de filmagem. Não é, de todo um filme mau, mas fica muito aquém do realismo que deveria entregar. A narrativa está estruturada com um arranque extremamente lento, mas que permite ao espectador conhecer o caráter e a vida do protagonista Bradley, ao passo que elimina a possibilidade de desenvolvimento de personagens secundárias (o que por um lado é bom, por outro é mau) e se torna o one man show que pretende ser.

Brawl in Cell Block 99 tem a sua ideia bem definida, embora não seja uma propriamente original. Está bem executada e tem alguns diálogos interessantes e uma dinâmica de ritmo invulgar para um filme do género. Mas o seu maior problema é mesmo no estilo de filmagem que adquiriu, quebrando um pouco do realismo que se assemelha demasiado ao formato televisivo. Para além disso, são óbvias as dificuldades financeiras da produção e, para as intenções do realizador, optar por uma violência visual pouco credível não é, de todo, o melhor passo a tomar. Vemos facilmente na rampage de agressividade que Bradley é forçado a ter para concluir a sua missão, que assim que crânios são esmagados e maxilares quebrados são bonecos não muito realistas…

Brawl in Cell Block 99 Critica de Cinema

Este aspeto começa a ser um turn-off e torna a génese de Brawl in Cell Block 99 muito caricatural, fazendo com que todo o impacto dramático do filme se perca. A verdade é que Brawl in Cell Block 99 necessitava de algo bem mais substancial em termos orçamentais de modo a que a visão de Zahler tivesse o impacto que pretendia. Mesmo que isto comprometa o filme no seu todo, Vaughn está de parabéns em articular uma personagem noir que sofre em silêncio e calcula as suas emoções ao mais ínfimo detalhe.

Nunca fui propriamente um fã do ator, mas reconheço o seu mérito em Brawl in Cell Block 99. Ainda tenho de ver Dragged Across Concrete para terminar esta trilogia inicial de violência do promissor S. Craig Zahler. Mesmo que este em particular não tenha marcado pela diferença, não mancha a capacidade de Zahler como contador de histórias e, de facto, convém têrmo-lo debaixo de olho que há talento por aqui.

Brawl in Cell Block 99 Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Rixa na Cela 99

Título Original: Brawl in Cell Block 99

Realização: S. Craig Zahler

Elenco: Vince Vaughn, Jennifer Carpenter, Don Johnson, Udo Kier, Marc Blucas, Tom Guiry.

Duração: 132 min.

Trailer | Brawl in Cell Block 99

Comments