Cinema Críticas

Crítica: Coming to America (1988)

Coming to America Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE COMING TO AMERICA!

Quando Eddie Murphy estava na sua época áurea, presenteou-nos com clássicos inesquecíveis e Coming to America é um deles. Agora que tem uma sequela agendada para o final deste presente ano, fica aqui a nossa mais humilde opinião sobre o clássico. Akeem é o Príncipe Real de Zumanda, um reinado monárquico em África, e os seus pais querem forçá-lo a casar com uma pessoa que ele não conhece. Antes de aceitar a mão da sua futura esposa, Akeem decide ir até aos Estados Unidos, mais precisamente Nova Iorque, para ter experiências diferentes.

Coming to America Critica de Cinema

Coming to America é um filme mesmo característico de Eddie Murphy e um dos primeiros em que ele interpreta várias personagens. Apesar deste registo ser desastroso… basta ver The Nutty Professor ou Norbit, em Coming to America, os seus “heterónimos” têm menos tempo de antena o que, por si só, ajuda a que o filme não caia no ridículo. Aliás, a mensagem principal do filme é doce e continua relevante até aos dias que correm. Mas o problema é que a sua génese é muito cliché e pouco inovadora.

Apesar de alguns momentos muito divertidos e personagens deliciosas (no seu geral), Coming to America é demasiado genérico e tem uma premissa muito básica. Estende-se por duas horas o que podia ser tratado em apenas uma e qualquer coisa. Há que dar notoriedade à componente técnica que surpreende e ao carisma de Murphy por conseguir manter o seu charme do início ao fim. Mesmo não conseguindo marcar pela diferença, Coming to America é um filme excelente para se ver em família e um que não desilude em entregar entretenimento fácil com uma mensagem bonita e agradável.

Coming to America Critica de Cinema

As personagens secundárias também não são propriamente todas desenvolvidas ao mesmo ritmo e muitas delas caem nos estereótipos que já conhecemos. Ainda assim, conseguem adornar a história com competência e deixar-nos investidos. Para além disso, é também divertido o tipo de humor em que há uma reviravolta de papéis e onde a realiza aprende o que é viver de forma comedida, realçando a humildade como valor a reter para a monarquia. Portanto, mesmo que não seja nada de surpreendente, Coming to America é um filme engraçado e que tem carisma próprio e muito se deve ao seu protagonista que se entrega de inúmeras formas ao mesmo.

Aguarda-se pela sequela que sai em Dezembro deste ano no serviço da Amazon e veremos se este charme se mantém.

Coming to America Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Um Príncipe em Nova Iorque

Título Original: Coming to America

Realização: John Landis

Elenco: Eddie Murphy, Paul Bates, Garcelle Beauvais, James Earl Jones, Madge Sinclair, Arsenio Hall, Vanessa Bell Calloway, Cuba Gooding Jr., Samuel L. Jackson, Frankie Faison, John Amos.

Duração: 117 min.

Trailer | Coming to America

Comments