Cinema Críticas

Crítica: The Call (2020)

The Call Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE CALL!

Neste serão de Halloween, mais um filme surge num ano atormentado pela pandemia de COVID19: The Call. É um filme não muito original, que conta com os veteranos do género do terror Lin Shaye e Tobin Bell. Uma mulher suspeita de bruxaria suicida-se e um grupo de adolescentes que a atormentou durante anos é forçado a regressar à mansão do casal (Bell interpreta o marido) e sujeitar-se a um estranho ritual onde atendem uma chamada proveniente da defunta. O resultado? Os jovens são forçados a enfrentar os seus medos e acabam por, um a um, por serem atormentados como fizeram com a mulher que se suicidou.

The Call Critica de Cinema
Tobin Bell (left) as Edwawrd Cranston and Lin Shaye (right) as Edith Cranston in the horror film “The Call,” which will be released in theaters via Cinedigm on Oct. 2. (Photo courtesey of Cinedigm)

The Call é um filme banal, ainda que possua algum charme devido aos dois atores veteranos. Podia ser algo mais elaborado e criativo, mas ficou-se pela simplicidade do óbvio e do previsível. Apesar de contar com estas duas estrelas do cinema de terror, The Call não consegue assustar nem tornar-se num clássico apetecível nos tempos que correm. A exploração das personagens é demasiado vulgar e pouco original; para além disso, não consegue romper com os clichés mais óbvios.

Algumas das sequências são engraçadas, mas o conceito absorve-se em si mesmo e não permite uma exploração das origens deste “feitiço” ou deste “jogo” mortal e as motivações que advêm disso mesmo. The Call também tem um elenco jovem pouco talentoso. E para além do talento imaturo, as próprias personagens não conseguem criar uma conduta própria por estarem presas às convenções já típicas dos adolescentes. O filme tinha também obrigação de criar uma narrativa mais sólida para os dois “vilões de serviço” e fica-se por ser muito superficial, aproveitando mal os nomes de Shaye e Bell.

The Call Critica de Cinema

No entanto, há sempre algum aspeto engraçado a reter em The Call. Algumas técnicas de filmagem do realizador Timothy Woodward Jr. assentam bem, especialmente quando explica alguns dos eventos que justificam o terror que vamos vendo. Pena mesmo é ter chegado só no fim, já que o filme tornar-se-ia bem mais cativante se tivesse este desequilíbrio de tons durante toda a sua duração. Mas infelizmente, The Call não consegue ser um pouco mais autónomo e deixa-se manipular pelas características mais comuns do género de terror e fica-se por algo demasiado simples, quando podia ser inovador.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Chamada

Título Original: The Call

Realização: Timothy Woodward Jr.

Elenco: Lin Shaye, Tobin Bell, Chester Rushing, Erin Sanders, Mike Manning.

Duração: 97 min.

Trailer | The Call

Comments