Mini-Reviews TV TV

A Wilderness of Error – Series Finale – 1ª Temporada

A Wilderness of Error Series Finale

CONTÉM SPOILERS DE A WILDERNESS OF ERROR!

Adaptada do livro de Errol Morris com o mesmo nome, A Wilderness of Error acompanha o mediático caso de Jeffrey MacDonald, que foi acusado de assassinar a sangue frio a sua esposa e as suas duas filhas pequenas. O caso começa a ganhar um mediatismo gigantesco mas a solução para o mesmo parece estar ainda muito distante. Realizada por Marc Smerling, este é um dos registos documentais mais frustrantes do ano.

A Wilderness of Error Series Finale

O MELHOR:

É impressionante a quantidade de informação que A Wilderness of Error contém em si.

O trabalho de montagem acabou por criar uma estrutura interessante e que se torna empolgante a longo prazo. Mesmo que o caso em si seja uma trapalhada de informações inconsistentes e, infelizmente, é aqui que terei de me debruçar nos pontos negativos, a apresentação de A Wilderness of Error é cativante porque expõe a temática de forma linear para o espectador e fá-lo aproximar-se de um caso antigo que, para as gerações mais recentes, era relativamente desconhecido.

A banda-sonora também causa imersão, ainda que as representações clichés não tragam nada de novo e sejam praticamente desnecessárias. Este híbrido entre imagens de arquivo e entrevistas em carne e osso com alguns dos envolvidos no estranho caso de Jeffrey MacDonald, tornam A Wilderness of Error num exercício ritmado, ainda que a sua conclusão seja totalmente ridícula.

A Wilderness of Error Series Finale

O PIOR:

Errol Morris é um cineasta que merece o seu estatuto em Hollywood.

Expõe temáticas delicadas e não tem medo de ir até à ferida e tornar os seus produtos, em gerais, provocadores para o público. Aqui, Morris aparece à frente da câmara e vê a sua obra a ser adaptada para algo que não é muito consistente. O próprio caso em si é demasiado ambíguo, pouco factual e muito diz-que-disse da época dos anos 60 onde a ciência forense estava ainda um pouco aquém das capacidades atuais. É sem dúvida um caso que merece atenção devido à sua gravidade, mas A Wilderness of Error promete desvendá-lo e, de facto, não o consegue.

Aliás, é tão penosa a forma como Morris admite não conseguir desvendar o caso, que A Wilderness of Error se torna redundante. A verdade é que a presunção do cineasta chega a ser incomodativa, influenciando constantemente o espectador até que, no fim, começa a duvidar do seu próprio trabalho como investigador.

Este tipo de trabalho requer alguma sensibilidade e, mesmo que seja um registo com bastante dedicação por trás, não traz nada de novo para a temática. Aliás, é tão redundante como quase todas as teorias que são faladas acerca do mesma. Um caso tão delicado, com tanto para desvendar, acaba por perder consistência e vaguear mais uma vez em teorias da conspiração, mais do que procurar a sua conclusão.

Portanto, mesmo que A Wilderness of Error tenha uma estrutura apelativa e de fácil visualização, a sua temática continua tão falhada como no início do seu objeto de estudo e, por isso, torna-se algo superficial e pouco envolvente.

A Wilderness of Error Series Finale

Estado da Série: TERMINADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

  0 54 100 1

54%
Average Rating

A Wilderness of Error tem uma estrutura engraçada e um trabalho de montagem impressionante, mas não oferece nada de novo ao caso que aborda como temática sendo, por isso, redundante.

  • 54%

Comments