Cinema Críticas

Crítica: After We Collided (2020)

After We Collided Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE AFTER WE COLLIDED!

Depois do sucesso de After, a sua sequela chega um ano após, com os dois protagonistas, Tessa e Hardin, a recuperar da sua rutura amorosa e, enquanto Tessa encontra uma oportunidade num estágio, Hardin encontra-se em maus lençóis. Tudo muda quando se voltam a reencontrar.

After We Collided Critica de Cinema

After We Collided é um daqueles exemplos de como o cinema é feito para massas e não pensa na parte artística. É uma sequela absolutamente infantil, desprovida de alma e com as emoções plastificadas em todos os seus planos. As prestações, por muito “porreiras” que sejam, quer de Josephine Langford, quer de Hero Fiennes Tiffin, não conseguem continuar a manter o espectador investido nos seus dilemas de “terceiro mundo”. A verdade é que After We Collided não só revela ser uma sequela subnutrida de sentimento, é também uma que vangloria o amor adolescente sem ter noção da realidade que envolve. Se já o filme inicial pecava por não conseguir captar o que é, de facto, o amor, então esta sequela só piora a situação.

Aliás, esta saga de filmes (que procura igualar o sucesso de Twilight) é tão baça e tão incrivelmente repetitiva que nem as citações literárias que eram usadas inicialmente se aplicam de alguma forma. É quase como estarmos a mastigar uma chiclete durante horas e ela perde o sabor… After We Collided é um dos filmes mais terríveis de que tenho memória do género do romance, onde as personagens são ridicularizadas pelas próprias atitudes que vão tomando ao longo das quase DUAS HORAS de tormento. Em After, a banda-sonora ainda tinha alguns trunfos na manga para ajudar a criar ambiente, mas em After We Collided já nem isso ajuda.

After We Collided Critica de Cinema

O grave problema de se continuar a adaptar obras ocas por si mesmas, com base em frustrações amorosas que são o “pão nosso de cada dia” tem obrigatoriamente que acrescentar algo de novo, ou então não estamos perante cinema, mas sim memórias baças de amores passados. A fraca construção de personagens e a insistência em dilemas ocasionais de “beijaste aquela!”, “foste para a cama com aquele!” não tem lugar nas artes visuais. O cinema deve ser feito com moral, mensagem e, acima de tudo, que nos transporte para algo que faça sentido para as nossas vidas. After We Collided não é um destes casos…

Nem a inclusão de Dylan Sprouse ou de Charlie Weber ajudam o filme a tornar-se mais interessante ou relevante. São personagens secundárias que não têm dimensão nenhuma e estão ali para criar mais um dilema adolescente mimado e sem necessidade. Esperemos bem que esta saga termine depressa porque começa a ser um problema escrever sobre ela…

After We Collided Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Depois da Colisão

Título Original: After We Collided

Realização: Roger Kumble

Elenco: Josephine Langford, Hero Fiennes Tiffin, Louise Lombard, Dylan Sprouse, Candice King, Charlie Weber, Selma Blair, Rob Estes, Pia Mia.

Duração: 105 min.

Trailer | After We Collided

Comments